80 explorações agrícolas apoiadas com 600 mil

19 Jun 2017 / 02:00 H.

Cerca de 80 agricultores cujas explorações foram afectadas pelos incêndios de Agosto de 2016, na Região Autónoma da Madeira, estão contemplados para receber um apoio no valor de 600 mil euros, atribuído a fundo perdido, tendo em vista a recuperação do potencial de produção agrícola.

Esta informação foi confirmada ao DIÁRIO pela Secretaria Regional de Agricultura e Pescas. A ajuda surge no seguimento de um trabalho de vistoria realizado pelos técnicos da Direcção Regional de Agricultura após os incêndios do Verão passado.

Ao todo são cerca de 80 agricultores e empresas que vão receber um apoio a fundo perdido, de 100% do investimento elegível.

Logo após os incêndios de Agosto de 2016, foi publicado um despacho no JORAM onde era concedido ao abrigo do Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma da Madeira (PRODERAM) o apoio destinado à recuperação de terrenos agrícolas afectados.

Trata-se da medida 5 no âmbito daquele programa que se destina à recuperação de investimentos em terras agrícolas e ao restabelecimento do potencial de produção agrícola afectado por catástrofes naturais, fenómenos climáticos adversos e acontecimentos extraordinários.

Os 600 mil euros de apoios previstos serão suportados pelo PRODERAM (através do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural) e do Orçamento da Região.

Estes apoios vão ajudar os agricultores de vários concelhos atingidos pelos fogos do último Verão, nomeadamente Funchal, Calheta, Ponta de Sol, Santa Cruz e Ribeira Brava.

“Existiu desde logo um trabalho louvável de várias equipas da secretaria que fizeram um levantamentos de prejuízos e que ajudaram os agricultores” disse Humberto Vasconcelos. O secretário com a pasta da Agricultura lembra, que além deste apoio já muitos produtores receberam árvores de fruto que tinham sido perdidas.

Neste lote de beneficiados encontra-se várias explorações, entre as quais as da Fundação Josef Pregetter que contava com uma valiosa colecção de orquídeas e que foi completamente dizimada pelos incêndios de Agosto.

Outras Notícias