54 freguesias num só local

Novo projecto quer chegar a todos os recantos da Região. Para mostrar a riqueza das tradições, dar voz ao mais escondido dos lugares e para nunca esquecermos quem somos

08 Fev 2018 / 02:00 H.

Na rua, o vento e a chuva não davam tréguas, ontem, mas dentro do Museu da Imprensa da Madeira, em Câmara de Lobos, a agitação era outra. A cerimónia oficial de lançamento do DIÁRIO das Freguesias, o novo suporte de comunicação do DIÁRIO de Notícias, arrancou, com uma plateia cheia e curiosa.

Não é para menos. O DIÁRIO das Freguesias (freguesias.dnoticias.pt) é o 11.º suporte do DIÁRIO, depois da edição em papel e de títulos digitais como o dnoticias.pt, turismo.dnoticias.pt, TSF, Extra (newsletter matinal), a aplicação do DIÁRIO, Facebook, Instagram, Twitter e o canal no Youtube: “Onze meios de difusão a qualquer hora (...) Contra ventos e marés cá estamos para mais um projecto feito em nome dos madeirenses”, reforçou Ricardo Miguel Oliveira, director do DIÁRIO, durante a apresentação do projecto.

À sua frente, na plateia, estavam vários rostos conhecidos, tanto autarcas como responsáveis pelo tecido empresarial madeirense. Paulo Cafôfo, Miguel Gouveia, Filipe Sousa, Emanuel Câmara, Emanuel Santos, entre outros. Ao palco, subiu o anfitrião do local escolhido para o evento, o presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos: “Num tempo marcado pelas tecnologias de informação e das redes sociais no processo comunicativo, onde a velocidade da informação é, a cada dia que passa, mais acelerada e intensa, é de relevar a capacidade deste jornal centenário, com maior longevidade na história dos periódicos madeirenses, de se adaptar às exigências e contingências do tempo moderno”, apontou Pedro Coelho. O autarca destacou a importância de reforçar o conceito noticioso na Internet e na imprensa local: “Trazendo para o espaço mediático e da actualidade informativa, as dinâmicas, as vivências e os eventos das pequenas comunidades e localidades da nossa Região, como são as nossas 54 freguesias”. Mas não só: “É de salientar a aposta do DIÁRIO de Notícias em valorizar as identidades locais através de uma divulgação sistemática e regular das dinâmicas sociais, culturais e económicas das freguesias e das localidades”. Uma descentralização da informação também destacada, no final da apresentação, por Paulo Cafôfo. O presidente da CMF acredita que mesmo dentro da capital madeirense há freguesias e histórias que não têm o destaque merecido.

Quem também discursou foi o gerente-executivo do DIÁRIO. José Bettencourt da Câmara apontou vários aspectos positivos - e urgentes para os negócios madeirenses - do novo meio. Entre eles, a aposta em “dar visibilidade ao mercado empresarial local”. É que, reforça, “queremos continuar a ser uma preferência informativa na Madeira e cada vez mais pretendemos dar notícias de toda a nossa Região. Este projecto terá também uma componente comercial com tabelas realistas e adaptadas à realidade local”.

Porque nasce o novo meio?

Entusiasmado com o novo desígnio, Ricardo Miguel Oliveira explica a razão para o nascimento do DIÁRIO das Freguesias. É que a ideia não é apenas rasgar conceitos e inovar na maneira de comunicar. É chegar a todas as populações da mesma forma, dar voz a todos. E espera-se um sucesso. No projecto-piloto lançado no final de Janeiro, o espaço criado para a opinião “de gente que nem sempre teve oportunidade de dá-la desta forma” mostrou-se “um sucesso”. Além disso, sublinha o director, “começámos a perceber que as dinâmicas de cada lugar nem sempre têm expressão nos meios tradicionais”. Só que “o local é o que de mais extraordinário há em termos globais. Porque é irrepetível, nem todos têm (...) Os nossos conteúdos não têm paralelo. Temos mais facilidade em ter conteúdos diferentes do que as grandes cadeias de televisão ou até do que os grandes jornais internacionais”. E a ideia é, claro, aproveitá-los. Por isso justifica-se “fortalecer o conceito de informação ainda mais local (...) Entendemos que importa promover o que é genuíno e nem sempre o que é importante deve merecer a primeira atenção. O interessante é tão legítimo como o importante”. Daí que seja urgente “colocar na actualidade novos temas, como os que dizem respeito às populações de cada lugar”, e ainda “encontrar novos líderes cívicos ou agregar informação dispersa”.

Todos os olhares em todos os lugares das ilhas

O freguesias.dnoticias.pt quer informação ainda mais local, explorando a plataforma digital. Mas o projecto é mais atrevido do que este pequeno resumo. Saiba algumas das novidades que pode encontrar na nova plataforma:

- Colocar na actualidade novos temas, como os que dizem respeito às populações de cada lugar. Por isso, o freguesias.dnoticias.pt vai identificar bandeiras que podem ser bem diferentes de lugar para lugar;

- Conhecer e estreitar relações com os agentes de cada freguesia;

- Encontrar novos lideres cívicos;

- A informação é valorizada quando damos espaço aos ilustres desconhecidos;

- Agregar numa plataforma com 54 novas expressões toda a informação dispersa;

- Conteúdos em traços gerais: notícias, opinião, gente, boa vida, eventos e vídeos. Mas novas secções podem vir a ser criadas;

- Dar espaço a quem queira dar e escrever textos de opinião. Opinião mais valorizada porque vem de quem conhece as freguesias de perto: o local, as vivências, as memórias que têm, os sítios onde nasceram e onde passaram a infância. E, partir desse olhar loca, pensarem para considerações mais genéricas e mais globais.

OPINIÕES

Emanuel Câmara – presidente da Câmara do Porto Moniz

“Parabéns ao DIÁRIO pelo facto de ter esta ideia de aproximar os leitores mais recônditos da Madeira. Com certeza irá surgir histórias muito interessantes da vivência das pessoas e das suas maneiras de pensar e de estar. Julgo que poderá dar um contributo para que os madeirenses ultrapassassem alguns medos de ainda têm de se expressar. Sentimos que a sociedade evoluiu e não se nota a discrepância que existia entre aqueles que vivem nas cidades e aqueles que vivem no mundo rural. Até por aí será benéfico”.

Aleixo Abreu – vereador da Câmara da Calheta

“É um projecto importante que aproveito para saudar o DIÁRIO pela iniciativa. Será uma janela de oportunidades para que as pessoas, instituições e organizações, possam divulgar o que de bom se faz nas diferentes freguesias e verificar o pulsar de cada uma delas permitindo a divulgação de muitas actividades, valorizando-as e retirando-as do anonimato”.

João Cunha e Silva – Ex-vice-presidente do Governo Regional

“Numa altura em que a nível internacional se caminha para dar ‘asas’ para Marte, o DIÁRIO foi para as freguesias. É uma opção diferente, porque a do outro senhor foi para gastar dinheiro e esta é para ganhar dinheiro. Julgo que é uma visão bem engendrada pela administração e pela sua direcção, porque irá arranjar mais anunciantes como também irá arranjar mais leitores. Estou em crer que terá mais leitores porque irá ter mais assuntos que não tinha”.

Rafael Sousa – Vice-presidente da Câmara da Ribeira Brava

“Considero a iniciativa brilhante em vários domínios. Vejo este projecto como uma ferramenta importante para quem tem a responsabilidade de gerir os municípios e as próprias freguesias. Podemos beber alguma informação para ir ao encontro dos anseios ou resolver pequenos problemas que possam surgir. Esta proximidade que o DIÁRIO irá manter será importante para trazer até nós algumas das expectativas dos munícipes”.

Paulo Cafôfo – presidente da Câmara do Funchal

“Parabéns por uma vez mais o DIÁRIO por estar à frente e inovar num produto que tem toda a relevância mesmo numa Região como a nossa. Dentro do Funchal existe uma outra cidade que é desconhecida. Temos locais que não têm visibilidade e quem lá vive não tem voz. Isto poderá ser uma verdadeira oportunidade para o local ter interesse global. Cada vez acredito mais nisto. Penso que irá fomentar a bilhardice que poderá ser benéfica se espreitarmos o que se passa em cada uma das freguesias. Se pegar num jornal nacional ou internacional as noticias são praticamente as mesmas. Com este projecto temos a oportunidade de vincar aquilo que é diferente”.

Filipe Sousa – Presidente da Câmara de Santa Cruz

“Existem muitos anónimos desejos de poder contribuir para a divulgação do seu sítio ou da sua terra. É mais uma ferramenta que estarei atento e que irei contribuir para a promoção das cinco freguesias do concelho de Santa Cruz”.