PTP recorda mulheres presas na Revolta do Leite

27 Ago 2014 / 02:00 H.

    O PTP esteve ontem junto à antiga repartição de Finanças da Ribeira Brava, para homenagear as mulheres presas na Revolta do Leite em 1936. Empunhando uma cópia ampliada de um ofício de então da PIDE, com o nome das dez mulheres detidas durante 30 meses, José Manuel Coelho fez uma resenha do “caso histórico” ocorrido há 78 anos, elogiando as camponesas que nessa época “revoltaram-se contra a ditadura de Salazar”, dando “uma lição a todos os madeirenses e a Portugal inteiro”.
    Justificou que a homenagem “às mulheres corajosas”, serve também “para os madeirenses não se esquecerem da heróica luta travada no passado contra o fascismo”, acrescentando que se então já havia razões para a revolta, agora existem ainda mais.
    “Agora muito mais razões têm para lutar contra o fascismo, que agora é em duplicado”, referindo-se aos governos da República e Regional, para concluir que “já vamos com quase 80 anos de fascismo”,admitiu o líder do PTP.

    Outras Notícias