30 armadores do MAR reúnem-se de 26 a 28

Será o primeiro encontro anual da associação EISAP, e decorrerá no Funchal

20 Abr 2017 / 10:51 H.

O Funchal vai receber, entre 26 e 28 de Abril, o I Encontro Anual da European International Shipowners Association of Portugal (EISAP), os armadores estrangeiros que estão no Registo Internacional de Navios (RIN-MAR), onde vão abordar os passos necessários para aumentar a competitividade desta que é uma das áreas do CINM (Centro Internacional de Negócios da Madeira).

Os armadores serão recebidos pelo presidente do Governo regional da Madeira, Miguel Albuquerque, repetindo a primeira audição de uma delegação a 6 de Julho de 2016, logo após a formalização da constituição da EISAP, sendo que o embaixador da Alemanha em Lisboa acompanha a comitiva.

A reunião da EISAP irá decorrer numa das salas do Hotel Porto Mare, na zona do Lido, sendo que mais de 30 armadores internacionais já confirmaram presença, em representação de alguns dos maiores ‘players’ globais do universo do ‘shipping’.

Na Madeira, e para além do programa social, que permitirá aos armadores conhecerem alguns dos locais de referência da ilha e do Funchal, desenvolver-se-á um programa de trabalho que inclui ‘workshops’ com a Sociedade de Desenvolvimento da Madeira (SDM) e com a Comissão Técnica do MAR.

Como referido, o embaixador alemão, Christof Weil, vem propositadamente ao evento, a convite da associação, para reforçar o papel e a importância que o MAR tem nos negócios de algumas das maiores empresas daquele país, mas também da Estónia, Chipre, Letónia, Grécia, entre outros.

Nesta primeira reunião geral da EISAP estarão representados armadores e agentes do sector tais como a MSC Cruzeiros, a Arista Shipping, a Hammonia Reederei, a Amisco, a Reederei NSB, a Reederei Winter, a Briese Shipping, a TB Marine, a Rix Shipmanagement, a BF Shipmanagement, a Coral Shipmanagement e a TMS Shipmanagement.

O presidente da EISAP revelou que esta primeira reunião geral é “um momento importante para passarmos em revista aquele que foi o primeiro ano de vida da associação e para, em conjunto, prepararmos os próximos passos a dar, no sentido de colaborar para que o MAR e a bandeira portuguesa sejam mais competitivos em termos internacionais”, frisou Robert Lorenz-Meyer.

“Alguns passos nesse sentido foram já dados, mas é fundamental continuar a dialogar com o Governo de Lisboa para que sejam concretizadas as promessas feitas”, referiu, acrescentando que as necessidades de “diminuir a burocracia e aumentar a rapidez na emissão de certificados; de adaptar a legislação portuguesa de forma a permitir guardas armados a bordo de navios com bandeira nacional, quando navegam em áreas de risco, naquilo que à pirataria marítima diz respeito, e de permitir a adopção de diários de bordo electrónicos continuam por suprir”.

O responsável explica ainda o porquê deste encontro cá. “O nosso I Encontro Anual não poderia deixar de ser na Madeira”, garante. “Em primeiro lugar, porque todos nós, armadores que registaram navios no MAR, criamos um vínculo afectivo com a Região. Em segundo lugar, porque a ilha é belíssima e é com orgulho que levamos até ela os nossos associados. Em terceiro lugar, porque estabelecemos, desde a fundação da associação, laços estreitos com o Governo Regional e com a SDM, verdadeiros parceiros dos armadores”, concluiu Robert Lorenz-Meyer.

Outras Notícias