Recolha de tampas em prol de todos

Campanha para aquisição de cadeira de rodas não pode ser feita em nome próprio

29 Ago 2010 / 02:00 H.

A delegação regional da Associação Portuguesa de Deficientes (APD) associou-se à campanha de recolha de tampas de plástico, do Rotary Club de Sintra, 'Dê uma Tampa à Indiferença', tendo em vista a aquisição de cadeiras de rodas e material ortopédico. Contudo, à associação têm chegado  pessoas com dúvidas e que pensam ter direito a uma cadeira de rodas caso consigam juntar por si próprias a quantidade necessária de tampas (uma tonelada), mas a campanha não se processa assim.

Segundo explicou um elemento da APD na Região, a associação agradece a ajuda das pessoas que queiram contribuir com a entrega de tampas de plástico, mas garante que essa recolha não pode ser feita em nome individual, uma vez que a APD é que irá determinar a quem entregarão  as cadeiras que conseguirem adquirir. De acordo com o que foi transmitido ao DIÁRIO, a associação procederá a um levantamento para verificar quem tem mais necessidades e darão prioridade aos casos de pessoas portadoras de deficiência com carências financeiras bastante graves.

A APD garante que não há, neste momento, listas de espera e que a entrega das cadeiras de rodas que conseguirem estará dependente do levantamento que entretanto vão fazer.

Em todo o caso, a associação continua aberta à solidariedade de quem queira ajudar. A campanha consiste na recolha de tampas de plástico de garrafas de água, de sumo ou outras, destinadas à reciclagem para posterior angariação de cadeiras de rodas.

Até ao momento, e com a ajuda de muitas pessoas, a associação já conseguiu juntar e enviar para o continente duas  toneladas de tampas, o que já equivale a duas cadeiras de rodas. Contudo, a APD ainda não sabe quando é que o Rotary Club de Sintra virá à Região para fazer a entrega das mesmas.

Todos os que queiram participar nesta campanha podem fazer o depósito de tampas de plástico na sede da delegação da ADP, localizada na Rua da Venezuela nº 48, r/c, no Bairro da Nazaré, Funchal.

Melhorar a qualidade de vida da pessoa com deficiência ou pessoa dependente, promover a solidariedade social, proteger o ambiente e  sensibilizar e envolver toda a comunidade são alguns dos objectivos desta campanha, da autoria do Rotary Club de Sintra, ao qual a delegação do Funchal da APD associou-se para a entrega de cadeiras de rodas ou outro tipo de material ortopédico a pessoas carenciadas e com necessidades deste tipo de ajuda e residentes na Madeira. Este projecto já está em andamento deste 2005.

Outras Notícias