1000 alunos ajudam SRE a criar políticas de juventude

07 Fev 2018 / 02:00 H.

    O Secretário Regional da Educação, Jorge Carvalho, presidiu ontem, no Funchal, à abertura das reuniões do Projecto Madeira Jovem, uma iniciativa que pretende perceber quais as preocupações, motivações e necessidades dos jovens de hoje, para que sejam depois implementadas políticas de juventude que vão ao encontro dessas mesmas motivações.

    O projecto arrancou na segunda-feira e prolonga-se até ao próximo sábado, dia 10 de Fevereiro, através de reuniões com jovens de várias escolas madeirense, para que as entidades governativas, nomeadamente, a Direcção Regional de Educação, Juventude e Desporto saiba, de viva voz, o que querem e ambicionam os jovens na Madeira.

    Daí que o secretário tenha apelado à participação activa dos jovens que têm, neste projecto, “um papel importante e de grande responsabilidade”, capaz de influenciar e ajudar a decidir as políticas a implementar para a área da juventude.

    “É importante que tenham a percepção de que estamos a traçar um projecto, e um caminho não só para vós, mas para para todos os que vos irão secundar na juventude”, realçou Jorge Carvalho, que pretende encontrar soluções, auscultando cerca de mil jovens madeirenses, para que daqui saiam soluções suficientemente sólidas, capazes de criar condições de desenvolvimento e sustentabilidade da Região.

    Jorge Carvalho salientou o grande trabalho que o governo tem pela frente, para que esta metodologia de interacção e de proximidade entre os decisores políticos e os jovens, permita o desenvolvimento de novas políticas de acordo com os interesses futuros dos jovens e da Madeira.

    Sessões descentralizadas

    Até ao dia 10 de Fevereiro, encontram-se calendarizadas sessões de auscultação nas Escolas Básicas e Secundárias de Machico, do Porto Moniz, da Ribeira Brava e de outros estabelecimentos de ensino, como a Universidade da Madeira, o ISAL e a Escola de Enfermagem São José de Cluny, totalizando uma envolvência de aproximadamente mil alunos.

    As sessões terminam sábado com uma formação para os jovens que queiram colaborar na dinamização das actividades do Fórum Nacional de Juventude, a ter lugar no Funchal, no próximo mês de Outubro.