Deputados do CDS descansados com 'máquina' da justiça na Madeira

Isabel Torres garante que problemas estão a ser ultrapassados

24 Set 2014 / 18:22 H.

Os deputados do CDS saíram satisfeitos de uma reunião realizada esta tarde, no Funchal, com o juiz-presidente da Comarca da Madeira, Paulo Barreto, tendo a porta-voz Isabel Torres assumido que a plataforma informática “Citius teve os seus problemas” mas que agora “está tudo preparado” e “no prazo de 15 dias tudo entrará na normalidade”.

De acordo com a deputada centrista, “os julgamentos que estavam marcados continuaram a funcionar” e a reforma em curso “vem de encontro àquilo que os agentes da justiça defendiam”, no sentido de torná-la “mais ágil e célere”. A Madeira tem 56 mil processos pendentes e é considerada uma “comarca pequena”. Os meios também são satisfatórios: houve agora um aumento do quadro de juízes de 24 para 31 magistrados, pelo que “o quadro está completo”; em relação aos oficiais de justiça, faltam 23 profissionais para preencher o quadro, sendo que o juiz-presidente “espera que mais dez sejam aqui colocados”.

Por fim, Isabel Torres aproveitou para elogiar o “esforço imenso de todos os oficiais de justiça para que no dia 1 de Setembro tudo estivesse a funcionar de acordo com o novo mapa judiciário”.