Biólogo madeirense premiado em encontro nacional sobre investigação em morcegos

06 Nov 2013 / 14:26 H.

O biólogo madeirense, Ricardo Rocha, foi premiado num encontro nacional sobre investigação em morcegos

 O estudo, intitulado “Fragmentação de habitat: consequências nas comunidades de morcegos da Amazónia Central”, foi agraciado com o prémio para melhor apresentação na segunda edição das Jornadas Quiropterianas, realizadas no passado mês de Outubro em Sintra.

As Jornadas Quiropterianas são um evento promovido pelo CIR-Centro de Investigação da Regaleira e destinado à divulgação de trabalho relacionados com morcegos, tanto no território nacional como além fronteiras. As jornadas contaram com mais de 60 participantes e foram apresentados trabalhos sobre temáticas tão diversas como o impacto das alterações climáticas e dos parques eólicos nas comunidades de morcegos até a como a educação ambiental pode levar à alteração da percepção do público relativamente a este grupo taxónomico.

O trabalho premiado, foi apresentado por Ricardo Rocha, aluno de doutoramento do Centro de Biologia Ambiental da Universidade de Lisboa é o resultado de cerca de 2 anos de trabalho de campo na Amazónia Brasileira. O projeto resulta de uma colaboração entre o Centro de Biologia Ambiental da Universidade de Lisboa e o Instituto Nacional de Pesquisa da Amazónia e insere-se no Projeto Dinâmica Biológica de Fragmentos Florestais, a maior e mais duradora experiência ecológica alguma vez realizada.
Ricardo Rocha foi ainda um dos co-autores do trabalho agraciado com o prémio de melhor poster, relativo à estratificação vertical de morcegos da Amazónia Central.

 

Outras Notícias