Via Expresso Fajã da Ovelha/Ponta do Pargo vai ter de aguardar

15 Out 2013 / 20:23 H.

João Cunha e Silva não acredita que a obra parada algum tempo possar se reiniciar no próximo ano face às contingências financeiras. A declaração surgiu logo após a tomada de posse do novo presidente da Câmara Municipal

É o primeiro revés na ambição do novo elenco camarário que esta tarde tomou posse na Calheta sob a presidência de Carlos Teles. O vice-presidente do Governo Regional, à margem da sessão solene dos novos órgãos autárquicos, disse aos jornalistas não acreditar que os trabalhos na Via Expresso entre a Fajã da Ovelha à Ponta do Pargo se reiniciem em 2014. "Eu não creio que no próximo ano possa acontecer", expressou João Cunha e Silva.

Carlos Teles tomou posse esta tarde no auditório da Casa das Mudas e entre muitas aspirações, elencadas, de resto, no seu programa eleitoral está a intenção de exercer pressão junto do Executivo liderado por Alberto João Jardim para a conclusão desta importante via de acesso às localidades situadas no extremo oeste do concelho. 

 

Outras Notícias