BMW recolhe 2.300 veículos em Portugal por suspeita de defeitos em 'airbag'

09 Mai 2013 / 09:30 H.

A BMW vai recolher em Portugal cerca de 2.300 veículos para revisão, por suspeita de defeitos no 'airbag' do passageiro, disse hoje à agência Lusa fonte da empresa. 

A BMW alemã anunciou na terça-feira que recolheu 220.000 veículos para revisão por suspeita de defeitos no 'airbag', produzido pelo mesmo fabricante japonês que levou recentemente a Toyota, Nissan, Honda e Mazda a reunir mais de três milhões de veículos.

"Em Portugal o número de veículos afetados é de aproximadamente 2.300. Quando tivermos informação específica dos veículos afetados iremos informar a nossa Rede de Assistência Autorizada e contactar os clientes para proceder à substituição do 'airbag'", disse à agência Lusa fonte da filial portuguesa do fabricante de automóveis alemão.

A mesma fonte explicou tratar-se de veículos do modelo série 3 (E46) produzidos entre dezembro de 2001 e março de 2003 e que a recolha será feita "com vista à substituição do 'airbag' do passageiro".

O porta-voz da BMW internacional, Bernhard Santer, referiu na terça-feira passada que foram detetados defeitos nos 'airbags' do passageiro da frente, instalados em veículos do modelo da série 3 fabricados entre dezembro de 2001 e março de 2003.

Há cerca de um mês, um problema com o 'airbag' produzido pela empresa japonesa Takata, entre 2000 e 2004, levou a Toyota, Nissan, Honda e Mazda a recolher mais de três milhões de automóveis para resolver o alegado defeito nesse componente.

"O 'airbag' do passageiro pode ter um defeito no conjunto do sistema de acionamento, que, em caso de acidente, pode não funcionar corretamente"", disse então um porta-voz da Toyota à agência noticiosa AFP em Tóquio.

Lusa