Estrada onde se situa a escola é zona mais "preocupante" da Ponta do Sol

30 Out 2012 / 13:32 H.

Ao final da manhã, o presidente da Câmara Municipal da Ponta do Sol, Rui Marques, confirmou à TSF-M e ao DIÁRIO que a situação mais preocupante ao nível do concelho prende-se com o encerramento da estrada onde se situa a escola, o pavilhão e alguns apartamentos, uma vez que houve uma parte que cedeu.

Como explicou, nessa estrada cedeu uma zona de jardim e como aí se situa a escola, alguns apartamentos e é uma zona de muito trânsito, decidiram encerrá-la para não haver problemas mais tarde.

A escola foi evacuada, mas, como explicou, não houve alarme, uma vez que a maioria dos alunos ainda estava nos autocarros, a chegar à escola. "Não houve alarme, stress, nem pânico, foi uma evacuação tranquila", disse.

Rui Marques afirmou também que ainda é cedo para apurar os prejuízos, principalmente na zona onde a estrada cedeu. "Temos algumas derrocadas, mas, que eu saiba, não temos muitos danos materiais a registar, informações de casas inundadas também não, a zona mais preocupante é a da estrada da escola, uma vez que causa transtorno aos serviços que existem ao longo do seu troço", referiu.

Na Madalena do Mar, o pontão metálico que lá existia também foi arrastado pelo caudal elevado da ribeira.