CDU exige solução para cabos que colocam saúde em risco

Ana Fernandes diz que linhas de alta tensão não devem passar por cima de moradias e sugere que sejam enterradas

18 Ago 2011 / 16:05 H.

A CDU ameaçou hoje levar às instâncias europeias o problema dos cabos de alta tensão que passam sobre zonas habitacionais na Madeira, pois estas linhas representam um perigo para a saúde pública e têm consequências ambientais. "Estas radiações interferem com os nossos campos biológicos, gerando desequilíbrios e a propensão para o aparecimento de doenças como o cancro, leucemia, dores de cabeça, doenças cardio-vasculares", declarou Ana Fernandes, candidata do Partido Ecologista 'Os Verdes' que integra a lista da CDU.

A iniciativa de pré-campanha desta manhã teve lugar nas Courelas, em Santo António, precisamente um local por onde passam os contestados cabos de alta tensão. Ana Fernandes disse que o problema preocupa moradores em locais díspares, como as zonas altas do Monte, a baixa do Caniço ou São Paulo e São João, na Ribeira Brava. A porta-voz da CDU considera que esta situação não é admissível pois existem alternativas: "Posso dar o exemplo de uma zona no Palheiro Ferreiro, junto ao Palheiro Golfe, onde estes cabos passam por debaixo do solo. Essa seria a melhor opção, tanto a nível ambiental como a nível de custos. Há outra alternativa que é a manutenção desses cabos aéreos de alta tensão mas com passagem por corredores próprios, onde não haja moradias" por baixo.

Outras Notícias