"Alberto João prepara-se para declarar a independência no Chão da Lagoa"

O aviso foi feito esta manhã por José Manuel Coelho

11 Jul 2011 / 12:10 H.

"Alberto João Jardim prepara-se para declarar a independência da Madeira na festa do PSD, no Chão da Lagoa". Segundo José Manuel Coelho, o líder do PSD tem a intenção de declarar unilateralmente a independência da Madeira dentro de um estado federado. O que, a acontecer, será desastroso para os madeirenses, sobretudo para os mais pobres.

A ideia, explicou esta manhã o homem do Partido Trabalhista Português (PTP), é alcançar o perdão da dívida e transformar a Madeira numa ditadura, com os tribunais e o Ministério Público ao serviço do poder. O pior, no entanto, é os madeirenses vão perder as reformas e os seus apoios sociais. José Manuel Coelho, que fez estas declarações à porta do Centro de Segurança Social, lembrou que, neste momento, as contribuições dos madeirenses não chegam para garantir as reformas e os outros subsídios.

Este dinheiro é usado para pagar os muitos funcionários da Segurança Social, o lugar onde, nas palavras o antigo candidato à Presidência da República, o poder político regional coloca "as meninas da JSD, as mulheres e as amantes dos homens do aparelho, a ganhar bons ordenados". Aliás, até as instalações da Segurança Social nas zonas rurais são arrendadas por fortunas a pessoas ligadas ao partido.

De resto, o PTP não tem dúvidas quanto às intenções de independência do PSD e lembrar que foram os "jotinhas" que colocaram as bandeiras da FLAMA. Aliás, como se pode comprovar pelas declarações de André Freitas, assessor da Quinta Vigia, no Facebook.