Fogo ronda habitações; quatro casas evacuadas na Camacha

Faulhas começam a chegar ao centro do Funchal

13 Ago 2010 / 10:02 H.
    Cargando reproductor ...
    Cargando reproductor ...
    Cargando reproductor ...

Está cada vez mais grave o incêndio que atinge a zona alta da Camacha. Neste momento estão a ser evacuadas quatro casas de turismo rural localizadas atrás do restaurante Katespero. O vento está constantemente a mudar de direcção, o que dificulta os trabalhos e agrava ainda mais a intensidade dos incêndios.

Entretanto, o Ribeiro Serrão, os bombeiros lutam para que o fogo não chegue às casas. Segundo informações de populares, surgiram focos de incêndio junto ao Centro de Saúde da Camacha, entretanto já controlado, e também na zona da Abelheira.

De resto, há poucos minutos os Bombeiros de Santa Cruz e de Machico estavam a tentar combater os incêndios que deflagraram durante a noite na zona de Águas Mansas, concelho de Santa Cruz.  Esta localidade, próximo das serras de Gaula, está a ser devastada por um incêndio de consideráveis dimensões que está activo em várias frentes.

O vento dificulta o combate ao fogo, como revelou à TSF-Madeira o segundo comandante da corporação de Santa Cruz, Marildo Correia. Este responsável diz que os homens que estão no terreno, bem como os meios, são os adequados para a situação, mas não esconde alguma preocuação com as habitações que estão em perigo de ser atingidas pelo fogo. A preocupação dos bombeiros neste manhã é justamente proteger as casas em risco, disse Marildo Correia.

No sítio do Pico Norte, em Gaula, o fogo ameaça residências. Os Bombeiros Voluntários Madeirenses colocaram no local um Auto-tanque pesado.

Em Santa Cruz duas frentes de fogo permanecem activas, uma delas ameaça passar para a zona da Lombada.

No local a acompanhar a situação está José Alberto Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, que revelou que o incêndio deflagrou pelas 3 horas da manhã, uma "situação sintomática" considera o autarca. "Não sei se foi do calor da Lua", questionou José Alberto Gonçalves.

O presidente da Câmara de Santa Cruz alertou para a importância de limpar as matas e florestas em redor das residências, e mostrou-se satisfeito com o facto de alguns munícipes terem consciência da importância da limpeza das matas.

Também na serra entre o Curral das Freiras e o Funchal, na zona da Eira da Serrado há outro fogo activo. Os Bombeiros Municipais e Voluntários do Funchal estão na zona onde o fogo vai consumindo árvores e mato. O vento está a dificultar o combate às chamas, uma situação que deverá piorar na parte da tarde, uma vez que as previsões apontam para um aumento da intensidade do vento.

O trânsito está encerrado junto ao túnel do Curral das Freiras na estrada de acesso à Eira do Serrado, uma vez que a encosta está a arder e estão a cair pedras.

O objectivo dos bombeiros é impedir que o fogo, que deflagrou às 18 horas de quinta-feira, passe a estrada.

Junto ao túnel do Curral das Freiras o fogo está controlado, neste momento a situação mais complicada é na zona da Eira do Serrado, nas imediações da Estalagem. A Estalagem da Eira do Serrado não está em risco, mas a Polícia ordenou a evacuação da unidade hoteleira. Junto à Estalagem permanecem de prevenção alguns elementos dos bombeiros.

Para o local já foram também  enviados mais bombeiros e um auto-tanque no sentido de intensificar o combate às chamas.

Estas informações serão actualizadas ao longo do dia consoante o evoluir da situação que já está a ser acompanhada, nos dois locais, por jornalistas do DIÁRIO.

Outras Notícias