Alberto Fernandes Brás substitui Mota Botelho no Tribunal de Contas

Substituição ocorre em Janeiro

15 Dez 2008 / 17:01 H.

    Alberto Fernandes Brás é o nome do próximo presidente da Secção Regional da Madeira do Tribunal de Contas. Vai substituir no cargo o juiz-conselheiro Mota Botelho que vai para a sede do Tribunal de Contas em Lisboa.
    A substituição terá lugar no próximo mês de Janeiro.
    A novidade foi hoje avançada por mota Botelho após uma audiência de despedia com o presidente da Assembleia Legislativa da Madeira (ALM), Miguel Mendonça.
    Alberto Brás, de 56 anos, é procurador-geral adjunto e, actualmente, auditor jurídico do Ministro da Defesa, Nuno Severiano Teixeira.Já exerceu funções na Direcção-Geral das Pescas e Aquicultura como subdirector-geral junto do Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas.
    Aos jornalistas, Mota Botelho disse que deixa a Região com a consciência do dever cumprido, passados que foram cinco anos de comissão de serviço.
    Mais disse que as suas relações e do TC com as autoridades regionais foram óptimas.Faz uma balanço 'extremamente positivo' da sua passagem pela Madeira com trabalho vertido, entre ourtros, nos relatórios de auditoria que foram divulgados pela comunicação social.
    Mota Botelho reconheceu que as entidades auditadas 'geralmente acatam as recomendações' e que, as que o não fazem 'tentam fundamentar porque razão não o fazem'. Daí que a acção do TC tem sido positiva assim como evolução na forma como as várias entidades têm acatamento as recomendações.
    Instado sobre o facto do TC ser, por vezes, apontado como uma força de bloqueio, exagerando nas suas exigências, Mota Botelho disse que o dever do TC é de 'ser rigoroso e fazer cumprir a lei, senão há abusos'.Emanuel Silva