Vettel vence na Bélgica e relança luta com Hamilton na Fórmula 1

26 Ago 2018 / 17:51 H.

O piloto alemão Sebastien Vettel, da Ferrari, conseguiu hoje o quinto triunfo da temporada, ao vencer o Grande Prémio da Bélgica de Fórmula 1, depois de ter e ultrapassado o britânico Lewis Hamilton “com um timing perfeito”.

No circuito de Spa-Francorchamps, Vettel saiu do segundo lugar da ‘grelha’ e ultrapassou o campeão do mundo ainda na primeira volta, para liderar a corrida até final e alcançar a 52.ª da sua carreira, superando a marca de 51 triunfos do histórico piloto francês Alain Prost, antigo tetracampeão mundial.

“Tive um grande começo. O [Lewis] Hamilton apertou-me bastante pelo lado direito na curva, mas sabia que a minha chance viria mais à frente, na próxima curva. A ultrapassagem foi perfeita. Quando vi que estava à frente, fiquei aliviado. Logo depois, o ‘safety car’ veio para a pista, pelo que o ‘timing’ foi perfeito também”, afirmou o germânico após a corrida.

A corrida ficou marcada pelo início acidentado, no qual o monolugar do espanhol Fernando Alonso (McLaren) foi atirado para fora da prova logo na primeira volta, depois de um erro de Nico Hulkenberg (Renault), afetando ainda Daniel Ricciardo (Red Bull), Charles Leclerc (Sauber) e Kimi Raikkonen (Ferrari).

“A partida foi complicada com um vento que batia por trás. Isso prejudicava a travagem. O Hamilton foi muito rápido, principalmente no primeiro trecho da corrida, mas, na segunda metade, depois da paragem nas ‘boxes’, consegui controlar o ritmo”, acrescentou Vettel.

O triunfo do alemão reacendeu a disputa pelo título mundial, com a diferença para o líder Lewis Hamilton a cifrar-se apenas 17 pontos: 231 contra 214. “Parabéns ao Sebastien. Eu fiz tudo o que podia. Ele passou por mim como se eu não estivesse ali”, confessou o campeão mundial na análise à corrida belga.

Por sua vez, o espanhol Fernando Alonso lamentou o acidente sofrido e garantiu ter saído sem ferimentos, apesar do “sentimento de frustração” por mais um desfecho negativo. “Por agora está tudo bem. Há que esperar algumas horas para ver como estou quando passar a adrenalina, mas, em princípio, não há nenhum problema”, concluiu.

O Mundial de Fórmula 1 prossegue já no próximo fim de semana com o Grande Prémio de Itália, em Monza, 14.ª prova do calendário da competição.

Tópicos