Procurador admite que futebolista Davide Astori terá morrido de causas naturais

04 Mar 2018 / 15:50 H.

O futebolista italiano Davide Astori terá morrido de “causas naturais, na sequência de uma paragem cardiorrespiratória”, disse hoje o procurador da República de Udine ao jornal Corriere dela Sera.

“Parece que o jogador morreu devido a uma paragem cardiorrespiratória, de causas naturais” disse Antonio Nicolo, admitindo ser “estranho que tal aconteça a profissionais tão monitorizados e sem quaisquer sinais de risco”.

Davide Astori, ‘capitão’ da Fiorentina, foi hoje encontrado morto no quarto de hotel em que a sua equipa se encontrava em estágio, para um jogo em Udine.

O corpo do jogador, de 31 anos, já foi transportado para um hospital da cidade, para ser autopsiado.

Astori, nascido em San Giovanni Bianco, na província de Bérgamo, há 31 anos, atuava na Fiorentina desde 2015/2016, depois de passagens pelo AC Milan, clube em que se formou, Pergolettese, Cremonese, Cagliari e Roma.

Tópicos