Presidente da FIFA diz que videoárbitro tornará o Mundial2018 “mais justo”

03 Mar 2018 / 16:21 H.

O presidente da FIFA, o suíço Gianni Infantino, defendeu hoje que o videoárbitro (VAR) “já é parte integrante do futebol” e que a sua utilização no Mundial2018, recém-aprovada pelo International Board (IFAB), tornará o campeonato “mais justo”.

“Tínhamos esta responsabilidade e o VAR já é parte integrante do futebol. Terá um impacto positivo nos jogos do Mundial e contribuirá para um Campeonato do Mundo mais justo”, disse Infantino, que preside ao IFAB, em conferência de imprensa.

O presidente da FIFA comentou com agrado a decisão tomada hoje durante a 132.ª assembleia geral do IFAB, que aprovou por unanimidade a introdução do videoárbitro nas leis do futebol, o que deverá ter como consequência imediata a sua utilização no Mundial2018, cuja fase final se vai disputar na Rússia.

“Posso garantir que os árbitros presentes no Mundial estarão preparados para a utilização do VAR. Estar a ser formados para isso. Será benéfico para o sector da arbitragem e trará mais justiça ao futebol”, reforçou o presidente do organismo regulador do futebol mundial.

O presidente da FIFA, que deverá dar ‘luz verde’ à utilização do VAR no Campeonato do Mundo a 16 de março, em Bogotá, observou que “a autoridade do árbitro não está em causa” com a utilização da nova ferramenta, que permitirá “reduzir o risco de erros de arbitragem”.

O IFAB assinalou que a aprovação do VAR “representa uma nova era no futebol” e que a sua utilização durante os jogos permitirá “aumentar a integridade e justiça” das competições, seguindo a lógica de “mínima interferência-máximo benefício”.

A decisão foi tomada depois de ter sido analisado um estudo independente que apontou para um acerto de 98,9% das decisões do VAR desde março de 2016, para menos de 1% de tempo de jogo ‘perdido’, tendo optado por manter o protocolo em vigor.

O Mundial de futebol de 2018 realiza-se na Rússia, de 14 de junho a 15 de julho, com a participação da selecção portuguesa, que se apresenta como campeã europeia em título.

Outras Notícias