Ponta do Sol Cup 2018 arranca com muito público e bom ambiente

10 Fev 2018 / 17:04 H.

E já arrancou o Ponta do Sol Cup. Às 9 horas, e já perante bastante público, começaram os jogos deste torneio, que decorre até segunda-feira, dia 12 de Fevereiro. Entre várias entidades presentes encontrava-se a presidente do Município da Ponta do Sol, Célia Pessegueiro, que enalteceu a importância deste evento para a dinamização do concelho e vincou o apoio da autarquia para que esta iniciativa continue no futuro.

“A Câmara Municipal da Ponta do Sol não podia deixar de se associar a este evento, sobretudo um evento que traz tantas equipas ao concelho de toda a ilha e também do continente, gosto de ver o campo cheio de crianças e também de ver os adultos entusiasmados a assistir a estes jogos”, referiu.

Célia Pessegueiro vincou que mantiveram os apoios a este evento, apesar de terem pedido “um esforço e um ajustamento de alguns valores”. “Para nós era óbvio que não podíamos deixar de apoiar uma iniciativa que mexe tanto com o concelho, ainda para mais nestes dias de férias, é uma conjugação perfeita”, salientou.

Durante o dia, tem sido grande a adesão do público que tem assistido aos jogos com atenção e fervor. Um dos pontos altos da tarde foi mesmo a presença do padrinho desta 2ª edição, o capitão do Marítimo Edgar Costa, que conquistou a atenção do público mais jovem e até dos adultos que passaram pelo Campo Municipal dos Canhas. Foram muitos os autógrafos e fotos tiradas com o jogador madeirense. No final da sua passagem pelo primeiro dia do torneio, Edgar Costa manifestou-se muito satisfeito com o carinho do público e com a dinâmica do torneio.

“Reparei que os miúdos estão a divertir-se muito, o que é muito bom, é mesmo o mais importante, serem amigos uns dos outros e divertirem-se”, avançou, enaltecendo “a boa organização” do torneio.

No Ponta do Sol Cup, para além de várias equipas mistas, existe uma equipa completamente no feminino, a equipa de sub-11 do CD Barreirense. João Fontes, delegado do futebol feminino de sub-11 do CD Barreirense e do CS Marítimo, confessou que trabalhar com futebolistas no feminino “é uma experiência diferente, mas muito boa porque são muito bem-comportadas”. “Estamos aqui a tentar desenvolver um projecto de futebol feminino e realmente jogam muito bem, na Madeira temos muitas raparigas a jogar muito bem futebol, quer nestas idades e em idades superiores”, disse, salientando “que não lhes falta garra” dentro de campo. “Nestas idades nem nos importamos tanto com os resultados, mas sim com o seu desenvolvimento, o desenvolvimento do futebol feminino e tem corrido bem”, frisou.

Os jogos arrancam de novo amanhã às 9 horas, sendo que a competição acaba mais cedo, às 15h30, para que todos possam assistir ao desfile de Carnaval que vai acontecer na vila da Ponta do Sol.

Tópicos