Pinto da Costa vai continuar internado “por precaução”

Porto /
22 Jul 2017 / 02:00 H.

O médico Nélson Puga explicou hoje que o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, continuará internado no Hospital de São João, pelo menos mais uma noite, “por precaução”, na sequência de uma queda na madrugada de hoje.

A alta estaria prevista para hoje, mas o desconforto que o presidente sofre devido às mazelas da queda, nomeadamente às três costelas partidas, obrigou a adiar a saída.

Nélson Puga, em declarações ao Porto Canal, esclareceu que o presidente portista encontra-se “bem, consciente e bem-disposto”, sendo que, por mera precaução, continuará internado até que o desconforto que sente diminua de forma a permitir o seu regresso a casa e o início da recuperação.

“Como já é público, o presidente sofreu uma queda, foi assistido prontamente pelos familiares que estavam com ele e transportado para o hospital de São João, onde foi bem assistido. Esteve sempre acompanhado por mim, pelos seus familiares e por colegas que se disponibilizaram para ajudar no que fosse preciso”, explicou o médico dos ‘dragões’.

Não há data para o regresso de Pinto da Costa ao ativo e Nélson Puga explicou os motivos dessa incógnita.

“O presidente ficou com algumas sequelas desconfortáveis, que não são graves, e vai permanecer internado. Está bem, consciente bem-humorado e após o controlo dessas situações irá ter o processo normal de reabilitação até ter alta do hospital. Deve demorar algumas semanas, mas não será da forma como se especulou de meses e com eventuais problemas”, garantiu.

Nelson Puga adiantou que o líder portista “vai recuperar, está bem e irá voltar sem qualquer tipo de problemas”.

“A nação portista pode estar tranquila e os adversários também. O regresso vai fazer-se de acordo com o processo inflamatório e com as dores, mas a seu tempo iremos dar nota da sua evolução, mas não será nada de muito duradouro. A sua estadia no hospital será para lhe dar mais conforto e para o tratar de acordo com aquilo que necessita. A seu tempo e quando os critérios forem seguros para fazer a sua vida normal sairá do hospital”, explicou.

Apesar da situação, o médico dos portistas garantiu que Pinto da Costa está atento aos trabalhos da equipa de futebol.

“Ele está bem-humorado como sempre e a dizer algumas graças, preocupado com a equipa e em saber novidades do que aconteceu no treino da tarde”, finalizou.