“Pedi ao clube para aceitar a transferência”, escreveu Ronaldo na carta de despedida

O craque disse que estava na hora abrir uma nova etapa na sua vida

10 Jul 2018 / 17:18 H.

Numa carta enviada por Cristiano Ronaldo, também publicada na página oficial do Real Madrid, o jogador confirma que foi ele quem pediu a transferência para a Juventus.

“Acho que é hora de abrir uma nova etapa na minha vida e por isso pedi ao clube para aceitar a transferência. É assim que me sinto e peço a todos, especialmente aos nossos seguidores, que me compreendam”, diz.

Além disso, o craque afirma que os nove anos em que esteve no Real Madrid foram os mais felizes da sua vida, não só por tudo aquilo que conquistou, mas também devido aos companheiros com quem teve a oportunidade de partilhar o relvado.

“Estes anos no Real Madrid, e nesta cidade de Madrid, foram possivelmente os mais felizes da minha vida”, garante, na carta de despedida, acrescentando: “Tive companheiros de equipa fabulosos no campo e nos balneários, senti o calor de uma multidão incrível”.

Ao clube, Cristiano Ronaldo deixa ainda um agradecimento por ter ganhado o seu “coração” e ter sido a sua “família”. “Estou a sair, mas esta camisola, este estudo e o Santiago Bernabéu continuarão a ser sempre meus, onde quer que eu esteja”.

Com a camisola do Real Madrid, o craque marcou 451 golos em 438 jogos, atingindo “16 títulos, incluindo quatro Ligas dos Campeões, três deles consecutivos”. Foi também no no clube merengue que o internacional português ganhou quatro Bolas de Ouro, duas The Best e três Botas de Ouro.

Veja a carta na íntegra:

“Estes anos no Real Madrid, e nesta cidade de Madrid, foram possivelmente os mais felizes da minha vida.

Só tenho sentimentos de enorme gratidão por este clube, por este passatempo e por esta cidade. Só posso agradecer a todos pelo amor e carinho que recebi.

No entanto, acredito que chegou a hora de abrir uma nova etapa em minha vida e é por isso que pedi ao clube que aceitasse me transferir. Eu me sinto assim e peço a todos, especialmente aos nossos seguidores, que me compreendam.

Eles foram absolutamente maravilhosos por 9 anos. Eles foram 9 anos únicos. Tem sido um momento emocionante para mim, cheio de consideração, mas também difícil, porque o Real Madrid é muito procurado, mas sei muito bem que nunca vou esquecer que gostei do futebol aqui de uma forma única.

Eu tive companheiros de equipe fabulosos no campo e no vestiário, senti o calor de uma multidão incrível e juntos ganhamos 3 campeões consecutivos e 4 campeões em 5 anos. E com eles também, em nível individual, tenho a satisfação de ter ganho 4 Gold Balls e 3 Gold Boots, tudo durante meu tempo neste imenso e extraordinário clube.

Real Madrid ganhou meu coração, e minha família, por isso, mais do que nunca eu quero dizer obrigado: agradecer ao clube, o presidente, os directores, os meus colegas, todos os técnicos, médicos, fisioterapeutas e assistentes incríveis que fazem tudo funcionar e que estão pendentes de cada detalhe incansavelmente.

Obrigado infinitamente mais uma vez aos nossos fãs e obrigado também ao futebol espanhol. Durante estes 9 anos empolgantes, tive grandes jogadores à minha frente. Meu respeito e meu reconhecimento por todos eles.

Eu reflecti muito e sei que chegou a hora de um novo ciclo. Estou saindo, mas esta camisa, este escudo e o Santiago Bernabéu continuarão a ser sempre meus, onde quer que eu esteja.

Obrigado a todos e, claro, como eu disse a primeira vez em nosso estádio há 9 anos: Hala Madrid!”

Outras Notícias