O Melhor do Mundo faz hoje 33 anos, recorde a carreira e os melhores golos em vídeo

05 Fev 2018 / 11:30 H.

Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro nasceu há 33 anos na ilha da Madeira. Aquele que é considerado o melhor futebolista do Mundo celebra hoje o seu aniversário, numa carreira pautada pela superação pessoal e profissional.

O rapaz que viveu e cresceu nas ruas da Quinta Falcão, em Santo António, sempre expressou a sua paixão pela bola, como tantas outras crianças, mas quem o viu jogar, na altura, já vaticinava um futuro auspicioso.

Aos 6 anos de idade é levado pelo pai, funcionário do Andorinha, a ter outro contacto com o seu instrumento de trabalho, entenda-se, o esférico. Três anos volvidos, em 1995, passou para o Nacional e a sua categoria não passou despercebida aos olheiros do Sporting, que logo encetaram as conversações para levar o ‘astro’ madeirense até à Academia de Alcochete.

E é precisamente no clube de Alvalade que Cristiano Ronaldo cresce como pessoa e atleta, e onde se torna profissional, depois de um longo e árduo caminho até lá chegar. Entre a distância com a família e a Madeira, mas também devido à sua condição física, dado que o madeirense era muito magro e precisava de ganhar massa muscular, Cristiano Ronaldo nunca virou a cara à luta e agarrou todas as oportunidades que surgiram.

O melhor exemplo dessa sua faceta dá-se a 6 de Agosto de 2003, quando o Manchester United de Alex Fergunson havia agendado um particular com o Sporting, numa partida que assinalou a inauguração do Estádio José Alvalade, curiosamente, o último jogo realizado por Ronaldo com a camisola dos leões. Cristiano Ronaldo assinou uma exibição soberba e seis dias depois rubricou contrato com o ‘reds’ a troco de 15 milhões de euros. O agora capitão da selecção nacional de futebol tinha na altura 18 anos.

Chegado a Old Trafford, onde passou seis épocas desportivas, Cristiano Ronaldo conquistou os adeptos do mundo do futebol com as suas exibições, tendo inclusive vencido a sua primeira Bola de Ouro ao serviço do Manchester United. Em 292 partidas disputadas pelos ingleses, CR7 apontou 118 golos, números que fizeram o Real Madrid, no Verão de 2009, ‘abanar’ com 96 milhões de euros para concretizar a transferência. Na altura, foi o valor mais alto pago por um clube de futebol para adquirir os serviços de um atleta. Cristiano era então o jogador mais caro do planeta.

Em Madrid, Cristiano Ronaldo não parou o seu crescimento. A cumprir a sua nona época no clube madrileno, o madeirense já alinhou em 421 partidas até ao momento, apontando 426 golos, uma média deveras impressionante. Já ao serviço da selecção, o ‘puto maravilha’ conta com 147 internacionalizações e 79 golos.

Palmarés

4 Campeonatos do Mundo de Clubes; 4 Ligas dos Campeões; 1 Campeonato da Europa; 1 Torneio de Toulon; 2 Supertaças Europeias; 1 Supertaça Cândido de Oliveira; 2 Ligas Espanholas; 2 Copas Del Rey; 2 Supertaças Espanholas; 3 Ligas Inglesas; 1 Taça de Inglaterra; 2 Taças da Liga Inglesas;

Palmarés Pessoal

5 Bolas de Ouro; 4 vezes eleito Futebolista Europeu do Ano; 4 Botas de Ouro; Melhor marcador da Liga dos Campeões.

Frases marcantes

“As pessoas falam muito, falam muito, mas não dizem nada”.

“Quem me critica é porque não tem espelho em casa”.

“A pressão não entra nas minhas conta. Trato de pensar positivo e permaneço confiante em mim mesmo a todo momento”.

“Algumas pessoas dizem que eu sou melhor, outras dizem que é ele [Messi]. Um dia ou outro vão decidir quem é o melhor jogador, mas neste momento, acho que sou eu”.

“O vosso amor deixa-me mais forte. O vosso ódio torna-me indomável”.

“Se achas que já és perfeito, então nunca vais ser”.

“À equipa eu dou nota 9, para mim nota 10”.

“Eu tenho sempre que escrever a minha própria história, independentemente de onde jogue. Evidentemente, o mais importante é ganhar títulos e é isso que tento fazer nas equipas que alinhei: deixar a minha marca, contribuir com a minha parte ganhar títulos pelo clube. Isso é o que tenho feito nos últimos anos e o que seguirei fazendo nos próximos”.

“Todos receberam-me muito bem. Para mim, isso foi muito importante. As pessoas que falavam que o ambiente do Real Madrid é mau estão erradas. Já me dou bem com todos”.

“Penso que por ser rico, bonito e um grande jogador as pessoas têm inveja de mim. Não encontro outra explicação”.

“Eu nunca recusei um autógrafo, foto ou abraço. Também fui um fã de futebol”.

“Se eu dissesse tudo o que penso, estaria na prisão”.

“Eu só quero ganhar e sempre jogar bem. A minha motivação vem disso, independentemente de quem seja o rival”.

“Quando estava no United, recebi uma oferta do Barcelona e recusei. Talvez por isso eles me odeiam tanto”.

“Se o acerto com intenção, não se levanta mais”.

“Todos os golos são especiais para mim. Obviamente, alguns tiveram melhor sabor que outros porque ocorreram numa fase importante ou numa final, mas acho que todos são importantes. Ao menos para mim são, pois fazem parte da minha cultura”.

“Às vezes fico cansado, acho que ele também [Messi]. Ficam comparando-nos o tempo todo, mas não se pode comparar um Ferrari com um Porsche, é um estilo diferente. Estamos quebrando recordes, o que é incrível. Acho que nos estamos incentivando um ao outro durante a competição, o que também é incrível”.

“Na vida, nada é impossível. É só lutar dia a dia pelos seus sonhos”.

Outras Notícias