Mourinho está feliz por ter Alexis Sánchez e descarta Cristiano Ronaldo

25 Jan 2018 / 16:08 H.

O treinador português José Mourinho congratulou-se hoje por poder contar com “um dos melhores avançados do Mundo”, o chileno Alexis Sánchez, e descartou o interesse no compatriota Cristiano Ronaldo.

“Temos um dos melhores avançados do Mundo e acho que isso será muito importante para nós, porque queremos contar com os melhores futebolistas possíveis”, disse, na antevisão ao desafio de sexta-feira da Taça de Inglaterra no reduto do modesto Yeovil Town, para o qual Alexis já foi convocado.

Mourinho foi pródigo em elogios ao internacional chileno, que o Manchester United contratou ao Arsenal, numa transferência que colocou o arménio Henrikh Mkhitaryan nos ‘gunners’.

“Acho que toda a gente sabe o tipo de jogador que é. Todos sabem o que fez no Arsenal. Não quero falar do que fez antes, em Espanha ou Itália, mas no campeonato inglês, no qual demonstrou toda a sua qualidade”, disse o técnico luso.

Segundo Mourinho, a troca de Alexis por Mkhitaryan “foi boa para todas as partes”.

“O Alexis passou de uma equipa fabulosa para um gigante e Mkhitaryan foi para uma equipa fabulosa. Pela sua polivalência, Alexis é mais do que um futebolista. Pode jogar em varias posições no ataque”, explicou.

José Mourinho assume que ele e o homólogo Arsene Wenger perderam e ganharam ambos “um jogador fantástico”: “Acho que o ‘Micki’ vai jogar melhor no Arsenal. Já está adaptado a este campeonato e o seu futebol encaixa melhor na nova equipa”.

À parte desta troca de futebolistas, o ex-treinador do Real Madrid descartou a possibilidade de o Manchester United resgatar Cristiano Ronaldo.

“Para deitar alguma água ao fogo, diria que Cristiano Ronaldo é o tipo de futebolista que todos desejam ter, mas, ao dia de hoje, só um treinador e uma equipa o podem ter, Zidane e o Real Madrid. Essa é a minha sensação”, disse.

O momento de crise dos ‘merengues’, praticamente sem hipóteses de chegar ao título e afastados da Taça do Rei pelo Leganés, deixou o Real Madrid “em chamas”.

“Acho que, face ao actual momento do Real Madrid, sou o menos indicado para deitar lenha para a fogueira. O Real Madrid está em chamas e os resultados não são bons e sei-o, pois é um clube onde trabalhei três anos. Guardo carinho pelo clube e sou o menos indicado para falar disso”, assegurou.

No tempo em que treinou os ‘merengues’, de 2010 a 2013, Mourinho conquistou um campeonato, uma Taça do Rei e uma Supertaça de Espanha.

Outras Notícias