Loeb vence quarta etapa do Dakar2018, Van Beveren é o novo líder nas motos

Peru /
09 Jan 2018 / 22:34 H.

O piloto francês Sebastien Loeb (Peugeot) venceu hoje a quarta etapa do 40.º Rali Dakar, em San Juan de Marcona, com o compatriota Adrien van Beveren (Yamaha) a subir ao primeiro lugar nas motos.

Loeb dominou a etapa dos carros, com 330 quilómetros cronometrados num circuito em San Juan de Marcona e com quase 100 quilómetros consecutivos em duna, terminando ao fim de 03:57.53 horas.

Stéphane Peterhansel (Peugeot) terminou no terceiro lugar, mas segurou a liderança da geral, num dia em que o português Carlos Sousa (Renault Duster) esteve em destaque, ao registar o 13.º melhor tempo, a 01:00.22 horas do vencedor.

O resultado permite ao experiente piloto luso, a cumprir o 18.º Dakar da carreira, subir ao 15.º posto da geral, a 03:48.36 horas do líder.

“Este foi o dia mais duro desde que partimos de Lima. Uma especial muito dura e difícil, tal como aprecio. (...) O Duster resistiu a tudo e o Pascal [Maimon, navegador] fez um excelente trabalho ao nível da navegação”, explicou o português, em declarações à sua assessoria de imprensa.

No 11.º lugar da etapa, ficou o catari Nasser Al-Attiyah (Toyota), vencedor em 2011 e 2015, depois de ter parado por duas vezes durante 20 minutos, terminando a 54.21 minutos de Loeb e caindo para o quarto lugar, atrás do francês e do espanhol Carlos Sainz, que fecha o pódio do ‘trio’ da Peugeot.

Nas motos, o dia fica marcado pela desistência do campeão em título, o britânico Sam Sunderland (KTM), devido a um acidente que lhe provocou uma lesão traumática na zona lombar.

O abandono de Sunderland, que já liderava esta edição depois de vencer as primeira e terceira tiradas, deixou o caminho aberto para van Beveren, que venceu a etapa e subiu ao primeiro posto da geral, com o chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna), hoje quarto, no segundo posto, a 1.55 minutos.

O único português ainda em prova é Fausto Mota (Tesla-Tamega Rally), que hoje caiu uma posição na geral, para 63.º.

Na quinta-feira, numa das mais longas etapas desta edição, os pilotos enfrentam 774 quilómetros ao todo, com 266 quilómetros cronometrados, entre San Juan de Marcona e Arequipa.

Outras Notícias