Liga anuncia parceria com consultora para análise do futebol profissional

Porto /
12 Fev 2018 / 16:25 H.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou hoje o estabelecimento de uma parceria com a consultora EY (Ernst&Young), com vista à criação de um anuário sobre a sustentabilidade do futebol profissional português e monitorização estratégica.

Em comunicado, publicado no sítio oficial da LPFP na Internet, o organismo explica que a “parceria estratégica” vai levar à criação de um anuário, com o primeiro número, relativo a 2016/17, a ser apresentado em Março com uma “análise, numa perspectiva global, do sector do futebol profissional português”.

A análise da consultora britânica, sediada em Londres e com escritórios em Lisboa e Porto, assenta “na informação financeira e na sua respectiva evolução, e apresentará, ainda, uma avaliação da evolução dos principais indicadores das sociedades desportivas e as principais tendências do sector”.

No documento serão apresentados “os indicadores competitivos e financeiros das três competições organizadas pela Liga”, no caso a I e II Ligas e a Taça da Liga, de forma a traçar a “evolução das fontes de receita e despesa, do saldo de transferências, do lucro das sociedades desportivas, da estrutura de capital e dos rácios financeiros”.

O impacto fiscal dos clubes da I Liga e a criação de emprego associada, bem como o apoio social e comunitário e outros impactos indirectos da prova, também serão tidos em conta no relatório da consultora.

“Este estudo sobre a real dimensão do futebol profissional português, em números, tem como objectivos principais a promoção de uma maior transparência financeira, contribuir para tomadas de decisão informadas por parte dos ‘stakeholders’ chave do sector e atrair um maior número de investidores estrangeiros”, explicou o organismo liderado por Pedro Proença.

A EY vai ainda “apoiar a Liga Portugal na preparação do seu plano estratégico e ‘business plan’ para o horizonte temporal dos próximos dois mais quatro anos, bem como monitorização da sua implementação”.

Outras Notícias