Islândia perto de nova surpresa

06 Out 2017 / 22:47 H.

A Espanha assegurou hoje a sua 15.ª presença em fases finais de mundiais de futebol, ao bater em casa a Albânia por 3-0, num dia em que a Islândia deu um passo ‘gigantesco’ rumo à Rússia.

Integrante de um grupo muito difícil, no qual pontificavam as selecções da Croácia, Turquia e Ucrânia, a Islândia, uma das surpresas do último Europeu - caiu apenas nos quartos de final frente à anfitriã França -, está a um pequeno passo de vencer o grupo I, o que conseguirá caso vença na última jornada na recepção ao Kosovo, último classificado do grupo com apenas um ponto.

Hoje, frente a uma Turquia que ainda alimentava esperanças de poder lutar pelo segundo lugar e consequente apuramento para o ‘play-off’, os islandeses revelaram ser mais equipa, apoiados num futebol pragmático e muito eficaz.

Enquanto a selecção turca revelou sempre muitas dificuldades para conseguir ultrapassar a defesa islandesa, o conjunto nórdico foi muito eficaz no ataque e chegou ao intervalo a vencer já por 2-0, com golos de Johann Gudmundsson (32 minutos) e Birkir Bjarnason (39), tendo Kari Arnason (50), no arranque da segunda parte, desfeito qualquer esperança turca de uma ‘remontada’.

Deste modo, a selecção islandesa parte para a última jornada com tudo na mão para marcar presença no mundial da Rússia, enquanto a Ucrânia, que hoje foi vencer ao Kosovo (2-0), é terceira com os mesmos 17 pontos da Croácia, segunda, selecções que se defrontam na segunda-feira, na Ucrânia, muito provavelmente para decidir quem segue para o ‘play-off’.

A depender apenas de si para garantir o apuramento directo, a Espanha não facilitou e venceu a Albânia por 3-0, acabando por ver o seu apuramento ‘selado’ ao beneficiar do empate surpreendente da Itália em casa com a Macedónia.

Rodrigo (16 minutos), Isco (24) e Thiago Alcântara (27) marcaram os golos do triunfo espanhol, selecção que assim se apura para a sua 15.ª fase final, a 11.ª consecutiva, tendo sido campeã na África do Sul, no mundial de 2010.

Por seu lado, os transalpinos, que apenas iam adiando o mais que provável apuramento espanhol, hoje cederam inesperada igualdade diante da Macedónia, mas também não tinham em risco o segundo posto, pelo que vão avançar para o ‘play-off’.

Quem falhou a oportunidade de assegurar desde já a presença foi a Sérvia, que se apurava em caso de triunfo, mas, apesar de ter saído na frente em casa da Áustria, veio a perder, num encontro em que Matic (ex-Benfica) ainda fez o 2-2, aos 83 minutos, mas os austríacos, já fora da corrida ao mundial, ainda tiveram tempo de fazer o 3-2 final, com um golo de Louis Schaub, aos 89.

A Sérvia parte mesmo assim para a última jornada do grupo D com a vantagem de liderar e de receber a Geórgia, selecção que ainda não venceu, num grupo em que País de Gales e Irlanda vão lutar pelo segundo lugar - os galeses têm 17 pontos e os irlandeses 16 -, sendo que qualquer um deles tem hipóteses de vencer a ‘poule’ em caso de triunfo no jogo de segunda-feira, mas, para isso, é necessário um muito pouco provável deslize sérvio.