Federação Moçambicana de Futebol renova contrato com selecionador Abel Xavier

13 Dez 2017 / 14:52 H.

O treinador português Abel Xavier renovou o seu contrato como selecionador de Moçambique por ano e meio, anunciou hoje a Federação Moçambicana de Futebol (FMF).

“Entendemos estender este contrato porque uma parte das exigências do anterior, que era a renovação da seleção e elevação dos níveis competitivos, foi cumprida”, explicou o presidente da FMF, Alberto Simango, citado numa informação do organismo, a que a Lusa teve hoje acesso.

A novidade na extensão do contrato entre as partes está nos objetivos. No novo acordo, com duração de um ano e meio, Abel Xavier tem a missão principal de garantir a qualificação para a Taça das Nações Africanas (CAN) de 2019.

“Neste novo contrato vamos ser mais exigentes, por isso que é um contrato por objetivos, tendo como horizonte a CAN2019”, declarou o presidente da FMF, acrescentando que a federação faz um balanço positivo do primeiro contrato de dois anos, iniciado em janeiro 2016.

O técnico luso-moçambicano, por sua vez, vê a renovação como “um compromisso de máxima exigência”, considerando que será um segundo ciclo na liderança dos ‘mambas’.

“A minha prioridade foi sempre clara: deixar marca e promover o crescimento do futebol no país que me viu nascer, trabalhando para resultados e manter o respeito que neste momento o mundo tem por Moçambique”, afirmou o antigo internacional português.

Nascido em Nampula, no norte de Moçambique, em 1972, Abel Xavier iniciou a sua carreira em Portugal, no Estrela da Amadora, e foi posteriormente jogador do Benfica, tendo acumulado 20 presenças na selecção portuguesa.

O antigo futebolista português jogou também no Bari (Itália), Oviedo (Espanha), PSV (Holanda), Everton e Liverpool (Inglaterra), Galatasaray (Turquia). Hannover (Alemanha), Roma (Itália), Middlesbrough (Inglaterra) e Los Angeles Galaxy (Estados Unidos).

A sua carreira de treinador começou em 2013, quando assumiu a liderança do Olhanense.

Outras Notícias