Espanhola Muguruza bate Williams na final de Wimbledon

15 Jul 2017 / 23:00 H.

A tenista espanhola Garbiñe Muguruza contrariou o favoritismo de Venus Williams na batalha das gerações, para conquistar, em Wimbledon, o seu segundo título do ‘Grand Slam’, e regressar à ribalta de ténis mundial.

Um mês depois de se desfazer em lágrimas pela derrota precoce em Roland Garros, a tenista espanhola, que na segunda-feira vai ascender à quinta posição do ‘ranking’, recuperou o sorriso, com um triunfo por 7-5 e 6-0, em uma hora e 19 minutos, sobre a 11.º jogadora mundial.

Ao conquistar o seu segundo título do ‘Grand Slam’, Muguruza tornou-se também na segunda jogadora espanhola a vencer em Wimbledon depois de Conchita Martínez (1994), a capitã da Fed Cup, que a acompanhou no seu percurso em Londres.

Oito anos depois da sua última final em Wimbledon -- e nove depois do último dos seus cinco títulos -, a mais velha das irmãs Williams regressou ao court central do All England Club para tentar conquistar aquele que seria o seu oitavo cetro do ‘Grand Slam’.

O favoritismo estava do seu lado, e a norte-americana, de 37 anos, que se sagrou campeã do único ‘major’ de relva em 2000, 2001, 2005, 2007 e 2008, até esteve perto de confirmá-lo, quando, no décimo jogo do primeiro parcial, dispôs de dois ‘set points’.

Mas a experiência de Venus esbarrou na placidez da espanhola, que depois de uma longa travessia do deserto, voltou a exibir-se ao nível que a conduziu ao primeiro título do ‘Grand Slam’, no ano passado, em Roland Garros.

Sem ponta de nervosismo, a 15.ª jogadora mundial não só salvou os dois ‘set points’, como, no jogo seguinte, quebrou o serviço da pentacampeã, fechando logo de seguida o primeiro parcial, com 7-5.

A resistência da número 11 do ‘ranking’ WTA acabou aí. Finalista derrotada (pela irmã Serena) no último Open da Austrália, Venus voltou a fracassar na demanda pelo oitavo ‘Grand Slam’, sendo quebrada sucessivamente pela espanhola, nascida há 23 anos em Caracas (Venezuela).

A servir para conquistar o seu primeiro título na relva londrina, Muguruza tremeu, mas, ao terceiro ‘match-point, garantiu o triunfo e a desforra sobre as Williams -- em 2015, na primeira final que disputou em Wimbledon, não teve hipótese diante de Serena.

“Finalmente! Há dois anos perdi na final com a Serena. E ela disse-me que um dia eu iria ganhar. Dois anos depois aqui estou eu”, suspirou a nova campeã.

Muguruza arrancou ainda gargalhadas do público ao dizer que cresceu a ver Venus jogar -- a norte-americana, em jeito de brincadeira, fez um olhar reprovador -- e revelou que sempre sonhou erguer o troféu de Wimbledon.

Já Williams assumiu que sentiu saudades da irmã, ausente por estar grávida, e lamentou não ter conseguido fazer o mesmo que Serena, campeã das últimas duas edições.

Tópicos

Outras Notícias