Dérbi entre Benfica e Sporting origina mais de 20 mil euros em multas

10 Jan 2018 / 19:05 H.

O dérbi entre Benfica e Sporting (1-1), disputado em 03 de janeiro, deu origem a mais de 20 mil euros em multas, segundo o mapa de castigos do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, hoje divulgado.

A fatia maior do bolo recai sobre o Benfica, que terá de desembolsar um total de 15.643 euros, mais de sete mil euros pelo arremesso de tochas incandescentes para o relvado, além de 6.310 euros pela deflagração de um total de 23 engenhos pirotécnicos durante o encontro.

Do lado dos ‘leões’, a detonação de 20 engenhos pirotécnicos levou a uma multa de 5.160 euros.

No Feirense-FC Porto (vitória dos ‘dragões’ por 2-1), o arremesso de cadeiras para o relvado por parte de adeptos visitantes levou a uma coima de 7.650 euros, numa ‘ficha’ dos ‘azuis e brancos’ que excede os 10 mil euros.

O adjunto do Rio Ave, Jorge Maciel, foi condenado a 10 dias de suspensão e a uma multa de 1.913 euros, por palavras dirigidas ao árbitro do desaire em casa do Sporting de Braga (2-1).

O treinador do Santa Clara, Carlos Pinto, foi punido com 10 dias de suspensão por palavras dirigidas ao árbitro da recepção ao Académico de Viseu (0-0), além de uma multa de 893 euros.

A mesma punição foi aplicada ao técnico do Benfica B, Hélder Cristóvão, na sequência da visita ao terreno do FC Porto B (3-1), e ao coordenador técnico do Leixões, Pedro Taborda, por palavras na vitória frente ao Famalicão (1-0).

Também Bruno Maruta, dirigente do Benfica B, foi condenado a cumprir 16 dias de suspensão, por “atitude incorrecta perante a equipa de arbitragem”.

Outras Notícias