César Nicola graduado em cinto vermelho e branco

11 Jul 2018 / 19:59 H.

A Federação Portuguesa de Judo realizou no dia 7 de Julho, os exames anuais de graduação, no dojo do Judo Clube Portugal, em Lisboa.

César Nicola, do Clube Naval do Funchal propôs-se a exame de 6º dan, ultrapassando a barreira do cinto negro, passando a ostentar o cinto vermelho e branco, a graduação mais alta alguma vez atingida na Madeira. Da Madeira, propuseram-se ainda a exame de cinto negro, 3º dan, Eduardo Costa e Ricardo Bastos que concluíram com sucesso.

César Nicola apresenta um currículo completo nas diversas áreas da modalidade: é treinador de grau II no Clube Naval do Funchal, árbitro de competição nível elite, árbitro internacional de katas, campeão nacional de diversos katas e campeão nacional de competição shiai. Foi presidente da direcção da Associação de Judo da RAM e é membro da Comissão Nacional de Graduações.

Os exames nacionais de graduação, são avaliados por um júri de reconhecida competência técnica, com as mais altas graduações existentes em Portugal. Esses exames são compostos por demonstrações de katas, por questões teóricas e pela apresentação de um trabalho escrito e demonstrado na prática.

O judo regional passa a ter uma das mais altas graduações a nível nacional, sendo claro sinal de crescimento da modalidade e um motivo de orgulho para todos os judocas madeirenses.

Nesse sentido, a AJRAM congratulou César Nicola como um atleta de referência, cuja nova graduação é sinal da sua excelência técnica.

A César Nicola foi imposto o novo cinto, no dojo do Clube Naval do Funchal, na presença dos treinadores e atletas do CNF e de outros clubes, do fundador do Judo na Madeira, Rui César Gomes, do presidente da Associação de Judo da Madeira, Paulo Freitas e do recém-eleito presidente do CNF, António Fontes.

Outras Notícias