Bruno Magalhães vice-campeão europeu de ralis, apesar de despiste na Letónia

07 Out 2017 / 22:47 H.

O português Bruno Magalhães (Skoda Fabia R5) terminou hoje no segundo lugar o Europeu de ralis, apesar de ter abandonado, devido a um despiste o Rali da Letónia, a última prova do campeonato.

O piloto português partiu para o rali letão no segundo lugar, atrás Kajto Kajetanowicz (Ford Fiesta R5), ambicionando recuperar os 24 pontos de atraso para o polaco, que viria a tornar-se no primeiro tricampeão europeu de sempre, ao conseguir o terceiro lugar na Letónia e beneficiando do despiste de Magalhães.

“Estávamos a efectuar a superespecial, quando somos confrontados por uma barreira que não estava assinalada e nos força a entrar numa zona de muita água, em aquaplaning, e a embater numa árvore. O mesmo tinha acontecido momentos antes com outro adversário. O embate, causou-me algum desconforto, pelo que foi necessária uma ida ao hospital para certificar que está tudo ok”, afirmou Bruno Magalhães, citado pela sua assessoria de imprensa.

O acidente ocorreu na sexta e penúltima especial da oitava e última prova do Europeu, que o português acabou por cumprir na totalidade, após os bons resultados no início da competição, em especial com a vitória no Rali dos Açores.

“Nunca nos passou pela cabeça ter oportunidade de fazer a totalidade da época e para isso, foi fundamental o apoio de todos os patrocinadores que foram connosco vivendo este sonho. Mas também à equipa, a ARC Sport, que sempre nos proporcionou um carro competitivo. Um conjunto de factores que terminaram com este título. Hoje o dia não terminou pelo melhor, mas o resultado no campeonato enche-nos de orgulho”, concluiu.