Benzema diz que não será chamado à selecção francesa por Deschamps

13 Nov 2017 / 05:05 H.

O futebolista francês Karim Benzema, do Real Madrid, disse hoje, numa entrevista ao canal televisivo Canal Plus, que “não tem hipóteses” de voltar à seleção francesa enquanto Didier Deschamps for o selecionador gaulês.

“Não tenho nenhum problema com o selecionador, mas não sou tonto. Há dois anos e meio que não estou na seleção e creio que enquanto Deschamps for selecionador não terei a opção de voltar à equipa”, indicou o atleta.

Benzema confessou ter conversado com o técnico antes do Euro2016, jogado em França e na qual a equipa caiu na final perante Portugal (1-0), mas não recebeu nenhuma explicação.

O avançado, de 29 anos, não é chamado por França desde outubro de 2015, na sequência do ‘escândalo’ de chantagem ao compatriota e colega de seleção Mathieu Valbuena, envolvendo um vídeo de cariz sexual, pelo qual está acusado pela Justiça francesa.

Benzema, nono melhor marcador francês de sempre com 27 tentos, foi primeiro afastado pela Federação Francesa de Futebol (FFF), mas foi depois readmitido, ainda que Deschamps tenha preferido deixá-lo de fora.

Pelo Real Madrid, Benzema conquistou três Ligas dos Campeões e tornou-se no sétimo melhor marcador da história do clube, além de ser o segundo avançado francês no ativo com mais golos pela seleção, atrás de Olivier Girou (Arsenal).

O ponta de lança, no Real Madrid desde 2009/10, mostrou ainda ter ambição de “ganhar títulos, continuar a amar o futebol e a pressão, e fazer sonhar os mais jovens” no que falta da carreira, elogiando o técnico dos ‘merengues’, Zinedine Zidane, bem como o jovem avançado do Paris Saint-Germain Kylian Mbappé.

“É um jogador que me impressiona muito, é jovem, é muito ágil e quando tem a bola, faz sempre qualquer coisa. Vejo o que faz na Liga dos Campeões e é incrível conseguir fazer isso com apenas 18 anos”, apontou.

Outras Notícias