Benfica soube aproveitar a vantagem numérica na vitória sobre o Feirense

17 Mar 2018 / 20:50 H.

O Benfica foi hoje vencer a casa do Feirense por 2-0 e assumiu a liderança provisória da I Liga, em jogo da 27.ª jornada da I Liga, que as ‘águias’ resolveram na segunda parte.

A equipa de Rui Vitória soube aproveitar a vantagem numérica depois da expulsão de Tiago Silva, por acumulação de cartões amarelos, aos 41 minutos.

O Benfica colocou-se em vantagem com um golo de Raúl Jiménez (59), que precisou apenas de um minuto para marcar depois de ter entrado para o lugar de Grimaldo.

Depois de várias oportunidades de golo desperdiçadas, o Benfica sentenciou o resultado final com um golo de Rafa, aos 75 minutos, em que o internacional português isolou-se e contornou o guarda-redes para ‘descansar’ a equipa ‘encarnada’.

O Feirense ainda ficaria reduzido a nove unidades perto do fim, após a expulsão de Briseño, com cartão vermelho directo.

O Benfica teve uma entrada fulgurante no jogo obrigando o Feirense a recuar no terreno. Nos primeiros dez minutos, a equipa de Rui Vitória chegou a dispor de dez pontapés de canto.

Mas foi apenas aos 17 minutos que surgiu o primeiro sinal de real perigo para os ‘encarnados’ quando Rafa colocou a bola em Cervi, que ao segundo poste rematou muito por cima da baliza da Caio.

O Feirense sentiu dificuldades para sair em contra-ataque, enquanto que o Benfica intensificou a pressão. Jonas esteve perto de marcar (22), mas Briseño opôs-se ao remate do avançado brasileiro à entrada da pequena área.

A equipa de Nuno Manta Santos ainda teve um sinal de esperança num remate cruzado de João Silva (27), mas a bola saiu muito ao lado. Contudo, a melhor oportunidade de golo da primeira parte saiu dos pés de Rafa, que depois de tirar um adversário do caminho já dentro da área, rematou ao poste (34).

Ainda antes do intervalo, o Feirense ficou reduzido a dez unidade após expulsão de Tiago Silva por acumulação de cartões amarelos (41) e até ao final dos primeiros 45 minutos o Benfica tentou tirar partido da vantagem numérica, sem êxito.

No início da segunda parte, o Benfica manteve a postura ofensiva, mas foi com a entrada de Raúl Jiménez que se colocou em vantagem. Um minuto depois de ter entrado em campo para o lugar de Grimaldo, o avançado mexicano aproveitou uma atrapalhação entre o guarda-redes Caio e Luís Rocha para inaugurar o marcador (59).

A equipa de Rui Vitória esteve perto de ampliar a vantagem pouco depois com remates de Rafa (66) e Cervi (67), já dentro da área, a que Caio se opôs com grande dificuldade.

O Feirense ainda tentou reagir à desvantagem, mas o Benfica começou a espreitar o contra-taque com mais facilidade e foi assim que chegou ao segundo golo, quando Rafa aproveitou uma perda de bola de Briseño para surgir na cara de Caio Secco, tirando o guarda-redes brasileiro do caminho e ampliando a vantagem (75).

Ainda antes do final da partida, Rafa surgiu isolado na área, mas rematou ao poste, aos 85 minutos.

O Feirense ainda ficaria reduzido a nove unidades após a expulsão de Briseño, que teve uma entrada violenta sobre André Almeida (87).

Jonas, avançado do Benfica e o melhor marcador da I Liga, com 31 golos, ficou desta vez em ‘branco’.

Ainda hoje, o FC Porto recebe o Boavista no dérbi portuense, e pode regressar ao comando da I Liga, que os ‘encarnados’ agora assumiram, com mais um ponto.

Outras Notícias