Ana Catarina com misto de emoções por falhar pela terceira vez título de melhor do mundo

Lisboa /
12 Jan 2018 / 15:29 H.

A portuguesa Ana Catarina Pereira mostrou-se hoje satisfeita ao ser considerada a segunda melhor guarda-redes do mundo no futsal, mas, ao mesmo tempo, desiludida pela terceira vez consecutiva não chegar ao desejado prémio.

Depois de em 2015 e 2016 ter sido igualmente segunda classificada na votação realizada pelo site Futsal Planet, a guardião do Benfica ficou a apenas 20 pontos da vencedora, a espanhola Estela García, que obteve 438.

“Não sei se hei de ficar contente por me manter no topo, como é obvio, ou se se hei de ficar triste por mais uma vez ficar em segundo lugar. Este ano poderia ambicionar um pouco mais. Fiquei desiludida por não ter conseguido alcançar o primeiro lugar”, começou por revelar, em declarações à agência Lusa.

Ainda assim, a atleta dos ‘encarnados’ sublinhou que “seria difícil conquistar o prémio pela forma como as votações são feitas”, e que por essa razão “a expectativa de ganhar era reduzida”, apesar dos três títulos da temporada passada terem dado “uma pequena esperança”.

Para alcançar este tipo de troféus, Ana Catarina reconhece que vencer algo pela seleção nacional ajudaria, mas ao representar o Benfica a notabilidade já é enorme, depois do campeonato, da Taça de Portugal e da Supertaça conquistados na temporada passada.

“Estar no Benfica dá-nos uma grande visibilidade. Tenho a consciência da época que fiz no ano passado e das anteriores, foram boas épocas. Se calhar, este ano, talvez merecesse. Irei sempre trabalhar mais para que um dia possa alcançar e, no mínimo, continuar a dar troco. Conquistar um troféu com a seleção nacional ajudaria”, argumentou.

Sobre as palavras de felicitação por parte do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, a guardiã mostrou-se “surpresa, mas feliz pela forma destacada” como o líder da FPF enalteceu o seu feito.

Quanto ao futuro no clube e na carreira pessoal, a guarda-redes frisou que o objetivo principal das ‘águias’ passa por vencer o torneio dos campeões dos principais países da Europa.

“Este ano, para além das competições nacionais, temos uma espécie de ‘Champions’. Um torneio europeu onde vão estar os campeões nacionais de Espanha, Itália, Ucrânia, Rússia. Esse passa por ser o objetivo principal desta época. É um troféu que quero muito ganhar, tanto eu como as minhas colegas no Benfica”, disse.

Ricardinho venceu pela quinta vez o prémio de melhor jogador do mundo da modalidade, um feito que Ana Catarina não deixou de abordar e que vê como exemplo e motivação.

“O Ricardinho, a forma como trabalha, como se dedica, os títulos que tem alcançado, e não é por jogar à frente e eu ser guarda-redes que deixa de ser uma inspiração para mim. É um ídolo para muita gente e devemos segui-lo. Ele merece tudo que de bom lhe tem acontecido”, terminou.

Outras Notícias