Académico de Viseu mantém liderança da II Liga, Leixões em segundo

Aveiro /
21 Out 2017 / 20:18 H.

O Académico de Viseu reforçou hoje o seu comando isolado na II Liga de futebol, com o triunfo (1-0) em Famalicão, enquanto o Leixões subiu provisoriamente a segundo, ao vencer a Académica pelo mesmo resultado, na 10.ª jornada.

Em Famalicão, o único golo foi apontado pelo avançado georgiano Avto, aos 34 minutos, e o jogo teve um momento muito quente aos 73, fora dos relvados, depois de uma jogada em que os forasteiros reclamaram ter marcado um segundo tento, por Erivaldo.

Os ânimos exaltaram-se entre vários elementos antagonistas e a Polícia teve de intervir, uma vez que se verificaram agressões na bancada presidencial, que ditaram a identificação de quatro pessoas.

Com este resultado, o Académico de Viseu mantém-se no comando isolado da prova, agora com 22 pontos, enquanto o Famalicão é sétimo, com 14.

Com um golo de penalti, Breitner (20 minutos), que tinha sido derrubado por Harramiz, fez o único golo do escasso triunfo do Leixões sobre a Académica (1-0), num desafio em que foi praticamente sempre a equipa mais forte.

Para já, isola-se no segundo lugar, com 19 pontos, e fica à espera do que Santa Clara (com menos um ponto, e que recebe o Vitória de Guimarães B) e FC Porto B (com 16 pontos e anfitrião do Varzim) fazem domingo.

O Nacional regressou às vitórias com reviravolta sobre o Cova da Piedade (2-1), que até foi a melhor equipa em campo, mas sucumbiu nos minutos finais.

Os forasteiros adiantaram-se por Daniel Almeida (25 minutos), mas, na parte final, os pupilos de Costinha viraram o resultado com golos do brasileiro Kaká (83 minutos) e do hondurenho Rocher (86), que deixam o Nacional provisoriamente isolado no quarto posto, com 17 pontos.

Em Aveiro, a anfitriã Oliveirense foi castigada por defender o magro 1-0 conquistado prematuramente por Nelson Bonilla (sete minutos), já que, no segundo tempo, o Real foi quem mais fez pela felicidade, que surgiu já nos descontos (90+3), com tento de Marcelo Lopes.

Mais ‘acima’, em Braga, um golo solitário de Diarra (50 minutos) valeu oxigénio ao Sporting da Covilhã, diante da equipa B ‘arsenalista’, que pode ficar isolada no último lugar caso o rival minhoto Vitória de Guimarães B pontue domingo.

O Covilhã, que somou a primeira vitória fora no campeonato (e a segunda consecutiva), beneficiou do facto de Luther Singh ter falhado uma grande penalidade na primeira parte (32 minutos).

Pela manhã, Armando Evangelista estreou-se a vencer pelo Penafiel, goleando o Sporting B por 4-1, após reviravolta que deixa os adversários igualados a meio da tabela com 13 pontos.

Rafael Barbosa (39), de penalti, adiantou os ‘leões’, mas um tento de Gustavo (55) e um ‘hat-trick’ de Fábio Abreu (64, 76 e 79 minutos) consumaram a reviravolta.

Outras Notícias