Seis homicídios desde Janeiro na Madeira

13 Ago 2017 / 11:34 H.

Com o assassinato das duas mulheres na madrugada de hoje em Santana, mãe e irmã do suspeito, sobe para seis o número de vítimas de homicídio na Madeira desde Janeiro deste ano. Poderá aumentar ainda para sete, se o homem também atingido alegadamente pelo filho não sobreviver aos ferimentos graves.

Em pouco mais de sete meses vários crimes violentos levaram à morte de cinco mulheres e um homem. Este ‘filme de terror’ começou no dia 11 de Janeiro com a morte do chefe dos carreiros do Monte, baleado na cabeça por um antigo funcionário. Em Março, novo desfecho triste, desta vez para uma idosa do Arco da Calheta, que no dia 26 foi morta com uma faca de cozinha alegadamente também pelo próprio filho.

Igualmente de idade avançada, no dia 18 de Maio era dado o alerta para mais um assassinato, este de uma idosa de Machico, esfaqueada até à morte. O suspeito é um sobrinho, seu vizinho, que foi ajustar contas.

A 15 de Abril uma mulher foi morta, ao que tudo indica por um ex-companheiro, no seu apartamento na Ajuda, no Funchal, um crime com contornos macabros.

Todos estes casos estão a aguardar por julgamento.

Tópicos

Outras Notícias