Prisão preventiva para 12 suspeitos de tráfico de droga

08 Dez 2016 / 08:56 H.

Doze dos 21 detidos pela GNR no distrito de Aveiro, na passada terça-feira, por tráfico de droga, ficaram hoje em prisão preventiva, disse à Lusa fonte ligada ao processo.

Os detidos (14 homens e sete mulheres, com idades entre os 16 e os 51 anos) estiveram desde as 14:30 a ser ouvidos no Tribunal de Aveiro, num interrogatório judicial que decorreu até pouco depois da meia-noite.

Segundo a mesma fonte, a juíza de instrução criminal determinou a medida de coação mais gravosa, prisão preventiva, para 12 suspeitos e os restantes ficaram com apresentações diárias ou bissemanais, bem como proibição de frequência de locais conotados com a venda e consumo de estupefacientes.

Três dos detidos foram condenados na passada semana, no Tribunal de Aveiro, num outro processo por tráfico de droga, a penas entre os dois anos e três meses e os cinco anos e meio de prisão efetiva.

Segundo a GNR, as detenções resultaram da investigação de um inquérito do Departamento de Investigação e Ação Penal de Aveiro, a cargo da Secção de Investigação Criminal do Comando Territorial de Aveiro.

Durante a realização de várias buscas, a GNR apreendeu 660 doses de cocaína, 110 doses de heroína e 80 doses de haxixe, além de quatro armas de fogo, uma arma de ar comprimido e diversas munições.

Foram ainda apreendidos seis veículos ligeiros, uma moto quatro, três computadores portáteis, 42 telemóveis e 9.000 euros em dinheiro.

No âmbito da lei que regula a proteção de crianças e jovens em perigo, foram retirados aos pais dois menores que foram encaminhados para instituições de acolhimento, em resultado da detenção dos progenitores.

Esta operação contou com a participação de 260 militares dos Comandos Territoriais de Coimbra, Leiria, Porto, Viana do Castelo, Viseu e Aveiro além de militares da Unidade de Intervenção. As diligências contaram ainda com o apoio do Comando da PSP de Aveiro.

Outras Notícias