Guarda prisional evita suicídio de recluso na Madeira

20 Mai 2017 / 14:38 H.

Foi no momento certo à hora exacta. Um guarda prisional evitou esta manhã o suicídio de um recluso, no Estabelecimento Prisional do Funchal.

Segundo o DIÁRIO apurou, o guarda dirigiu-se à cela para chamar o recluso e encontrou-o a tentar colocar termo à vida, com um barbante amarrado ao pescoço e às grades da cela.

Sem qualquer outra hipótese de agir, a única forma foi socorrer-se de um isqueiro e queimar o barbante, evitando assim o suicido.

O recluso, na casa dos 40 anos, já detido há pelo menos dois anos, foi posteriormente transportado para o Hospital Dr. Nélio Mendonça, onde recebeu tratamento ao final da manhã.

Nos meios prisionais comenta-se a feliz coincidência deste agente de segurança ter surgido na cela neste momento crucial.

Tópicos

Outras Notícias