último comentário

Câmara do Funchal arrenda terrenos para mais 500 hortas urbanas

31/01/2013 15:00
Agência Lusa
11 comentários
Etiquetas
Câmara, Funchal, Hortas, urbanas
Ferramentas
+A  A  -A
Interessante
Achou este artigo interessante?
 

A Câmara Municipal do Funchal vai abrir uma oferta pública de terrenos para criar mais 500 hortas urbanas, número que não satisfaz a procura destes espaços, atualmente com 900 pedidos, revelou hoje a autarquia. À agência Lusa, o vereador com o pelouro da Gestão Ambiental, Henrique Costa Neves, explicou que a oferta pública para arrendamento de terrenos para instalar as hortas pressupõe um contrato de "cinco anos, no mínimo", e renovável, sendo obrigatório as áreas terem "potencial agrícola".

Henrique Costa Neves adiantou que até no final de 2012 o município atribuiu hortas urbanas a 514 munícipes, em 19 zonas distintas, numa área total de 33.196 metros quadrados, "superior a três campos de futebol". O autarca esclareceu que a cada proprietário da horta o município disponibiliza um pequeno abrigo para a colocação de alfaias agrícolas, oferecendo ainda, gratuitamente, a vedação da horta e água de rega. "Neste momento, temos hortas urbanas em seis freguesias: São Martinho, Santo António, São Pedro, São Roque, Santa Maria Maior e São Gonçalo", afirmou, considerando este projeto municipal um "sucesso". Segundo Henrique Costa Neves, "a adesão é muito grande" e o êxito da iniciativa constata-se pelo número de inscrições.

O vereador acrescentou que os proprietários das hortas "assinam um termo de compromisso", segundo o qual "têm de manter o talhão sempre em produção". "No caso de abandono, a pessoa tem que o devolver à câmara e o espaço passa, automaticamente, para a seguinte da lista", disse. Em sete anos, apontou, houve 12 casos destes. Henrique Costa Neves realçou que quem procura uma horta urbana, no que designou de "regresso à terra", não são apenas pessoas com dificuldades. "Há também outras que têm a sua vida normalizada e que encontram nas hortas urbanas uma oportunidade para criarem produtos horto agrícolas de qualidade", afiançou, reconhecendo, contudo, que estes espaços "têm uma importância grande para a economia doméstica",assim como no "aspeto lúdico e espiritual". O responsável adiantou que nas hortas urbanas espalhadas pelo concelho cultiva-se um pouco de tudo, desde árvores de fruto a plantas aromáticas, legumes e até flores. Henrique Costa Neves assegurou ainda que este ano vão avançar os lotes mistos, que integrarão a horta e a pecuária de pequeno porte, e exemplificou com galinhas, coelhos ou porcos, mas não precisou o local.

11

Comentários

Este espaço é destinado à construçăo de ideias e à expressăo de opiniăo.
Pretende-se um fórum construtivo e de reflexăo, năo um cenário de ataques aos pensamentos contrários.

0
updown

mas para que mais hortas se depois nao poe agua para regar as verduras e acho ate certo que deviam pagar qualquer coisa pois fazendo as contas as pessoas ainda ficam a ganhar e a muitas dessas pessoas que teem poderes para isso

1
updown

Pagam uns a renda e comem outros os grelos... ta bem visto......
Quero ver quando o pagamento das rendas falhar e os donos dos terrenos os quiserem de volta.....
Já sei.... aumenta-se o IMI, a água, as taxas municipais ou confisca-se os grelos......

-3
updown

Só acho mal ser tudo tudo de borla devia no minimo ser pago um valor simbolico para ter uma horta, pois existe quem faça comercio (pouco ou muito nao importa é comercio) e existe outros que exigem isto e aquilo a CMF apesar de ter tudo de borla.

8
updown

Não concordo que seja pago, visto que se trata de lotes muito pequenos,e portanto penso que a produção desses lotes é muito reduzida. Também porque as pessoas que beneficiam destes lotes estão a contribuir para a melhoria da paisagem, bem como para acabar com ratos e matagal em que estavam transformados muitos destes terrenos. Acho que é uma exelente iniciativa desta camara municipal.

-2
updown

Só acho mal ser tudo tudo de borla devia no minimo ser pago um valor simbolico para ter uma horta, pois existe quem faça comercio (pouco ou muito nao importa é comercio) e existe outros que exigem isto e aquilo a CMF apesar de ter tudo de borla.

-7
updown

para fazer a vergonha que está junto á retunda de são martinho!...só falta colocar porcos,vacas e galinhas...

0
updown

... e não esqueça as cabras!!!! Eheheheheh

6
updown

o que é mais vergonha terreno com muita verdura sendo cultivo ou muita verdura sendo mato para arder e criar ratos e outros bichos??
o que é mais vergonha essa zona que esta falando ou outra uns metros mais abaixo chamado prebel xeio de montes de terra?!!
tenha vergonha no que diz mas é.

2
updown

o que é mais vergonha terreno com muita verdura sendo cultivo ou muita verdura sendo mato para arder e criar ratos e outros bichos??
o que é mais vergonha essa zona que esta falando ou outra uns metros mais abaixo chamado prebel xeio de montes de terra?!!
tenha vergonha no que diz mas é.

8
updown

a prebel já lá estava quando começou a trapalhada das construções...se voçê não a queria ali, faça um processo de esproprieção...voçê também deve querer tratar cabras assim ficava com muito terreno, já que as mesmas não podem estar na serra... e não esqueça de passear na ´´mata da nazaré´´...é uma beleza, aproveite...

O nome que será apresentado como autor do comentário.
O conteúdo deste campo é privado e não será exibido publicamente.

Outras relacionadas...

Ontem, 09:01

Personagens de filmes de terror ganham vida e pregam valentes sustos de 'Halloween'

Humorista francês Rémi Gaillard está de volta e desta vez com uma partida surreal
Ontem, 10:43

‘Trovas & Canções - Actores, Poetas e Cantores’ no Centro de Congressos da Madeira

O espectáculo estreou ontem e volta a ser apresentado hoje, às 21h30