último comentário

General de confiança de Hugo Chávez assassinado

21/04/2012 11:26
Lusa
Etiquetas
Venezuela
Ferramentas
+A  A  -A
Interessante
Achou este artigo interessante?
 

O general Wilmer Moreno, homem da confiança do presidente Hugo Chávez foi assassinado por desconhecidos na quinta-feira, revelaram hoje as autoridades venezuelanas.

 

Segundo o canal estatal Venezuelana de Televisão, o general foi abordado por vários homens armados que lhe perguntaram se se chamava Wilmer Moreno e que dispararam, pelo menos, dez vezes quando o oficial respondeu afirmativamente à pergunta.

 

O militar foi transportado a um centro hospitalar onde faleceu horas mais tarde.

 

As autoridades nomearam dois procuradores para investigar o assassínio, suspeitando tratar-se de um caso de "sicariato" ou morte por encomenda.

 

Wilmer Moreno, 57 anos era general do Exército venezuelano e um colaborador do governo do presidente Hugo Chávez, que várias vezes lhe manifestou apreço.

 

Em 1992 participou na falhada intentona golpista liderada pelo então comandante e hoje presidente, Hugo Chávez, contra o ex-presidente Carlos Andrés Pérez.

 

Foi subdiretor da Direção de Inteligência Militar e diretor da Direção Geral Sectorial de Alistamento e comandante da Guarnição de Mérida (sudoeste de Caracas).

 

Entre os acontecimentos pelos quais era recordado pelo povo venezuelano estava uma conferência de imprensa datada de 13 de abril de 2002 - após o golpe de Estado que dois dias antes afastou temporariamente Hugo Chávez do poder -, durante a qual manifestou lealdade para com o Chefe de Estado.
 

Comentários

Este espaço é destinado à construçăo de ideias e à expressăo de opiniăo.
Pretende-se um fórum constructivo e de reflexăo, năo um cenário de ataques aos pensamentos contrários.

O nome que será apresentado como autor do comentário.
O conteúdo deste campo é privado e não será exibido publicamente.

Outras relacionadas...

Ontem, 17:14

Anselmo Ralph levou fãs ao delírio na Madeira

Recorde, em vídeo, alguns dos melhores momentos do concerto da última quarta-feira, na Praça do Mar, Funchal

Espaço participação

Nacional e Marítimo reforçaram-se de forma adequada?

Que desempenho perspectiva para as equipas madeirenses na época 2014-2015?