Acidente na Via Rápida

22/08/2011 08:43
45 comentários
Etiquetas
Acidente, VR1
Ferramentas
+A  A  -A
Interessante
Achou este artigo interessante?
 

Pelo menos cinco veículos estão envolvidos num acidente ocorrido esta manhã, pelas 8h30, na Via Rápida na zona do viaduto sobre a Rua do Comboio, no sentido Santa Cruz Funchal.

45

Comentários

Este espaço é destinado à construçăo de ideias e à expressăo de opiniăo.
Pretende-se um fórum construtivo e de reflexăo, năo um cenário de ataques aos pensamentos contrários.

-3
updown

...façam como eu ... e alguns mais: entre Santa Cruz - Funchal é desde há muito tempo muito mais rápido e muito mais seguro (pode-se andar acima dos 120km/h) a antiga "estrada do aeroporto". "Via rápida"? Não, obrigado!!!!

1
updown

estes que aqui defendem as estradas em lisboa talvez nunca conduziram la, onde existem rotundas com 5 faixas de rodagem e nenhum sinal, aqui na madeira podemos ter pouco espaço em caso de avaria mas temos assistencia gratuita e rapida.. mas nesta terra tudo é assim, só seres superiores, espirito critico, aprendam a conduzir !

-3
updown

o problema é que muita gente nao sabe conduzir, trava nas vias de acelaração, entra na via rapida a acender um cigarro, gente que anda na esquerda so para atrapalhar. Sou a favor de um teste teorico e pratico, com certeza muita gente voltava para os horarios do funchal!

4
updown

É muito bem feito. Andam colados e a altas velocidades. O resultado não poderia ser diferente.
Chama-se selecção natural: o mais estúpido cai. Só tenho pena dos inocentes.

4
updown

É realmente inadmissivel k uma via rápida não tenha em toda a sua extensão, espaco suficiente na berma para imobilizar um veiculo avariado, como também não tem faixas de aceleração na maioria das entradas, e curvas demasiado acentuadas para uma via rápida... e isto é apenas o k uma pessoa normal vê a olhos nus, porque os especialistas na matéria devem de detectar muitas mais falhas gravissimas... um caso flagrante: na entrada do garajau sentido Funchal, aquilo é um autentico suicidio, uma entrada logo depois de uma curva e sem faixa de aceleração nenhuma, e podiam muito bem ter alargado um pouco mais a ponte e o tunel, e assim teria uma faixa de aceleracao como devia ter, ou seja todos os dias milhares de pessoas expostas a um perigo enorme. Alguém deve ter metido ao bolso os milhoes k se pouparam com estas ausencias!?

-5
updown

no continente da na boa pa parar na berma sem empatar as 2 ou 3 fachas...aqui e so vias rapidas po lugar de baixo pa ver o novo cristino aronaldo por 105milhoes ,infrastuturas futuras de milhoes po turismo da madeira,,, e caminhos pa segurar as lapas do calhau do paul do mar qundo os acesos e so bombardeiros a mandar pedrugulhos pa estrada....bom e quando o enjoao jardim perder as eleicoes e fugir e todos aproveitarem e irem de canoas com bandeiras do ppdmamadeira pa alto mar atras do lider deles

0
updown

as estradas que você fala no continente chamam-se autoestradas... é um conceito um pouco diferente de via reservada a automóveis e não queira comparar o volume de tráfego automóvel entre Lisboa e Madeira

7
updown

Esta via que dizem rápida (não DEVERIA SER PERMITIDO CIRCULAR A MAIS DE 80 KM) PORQUE NÃO TEM CONDIÇÕES, MAIS PAREÇE UMA PISTA DE FORMULA INDY, EM QUE OS CONDUTORES TÊM DE ANDAR ENCURRALADOS, NÃO PODE HAVER AVARIAS PORQUE NÃO EXISTEM ESCAPATÓRIAS PARA TAL, QUEM FEZ ESTES ESTUDOS, PROJECTOS E EXECUÇÃO DA OBRA SÓ DEVE SER ALGUMA EMPRESA SA MAMADEIRA NOVA.
EXISTE ALGUÉM QUE NÃO SEJA CAPAZ DE VER ESTA ANORMALIDADE.

-1
updown

As nossa chamadas “vias rápidas” parece que foram desenhadas encima dos joelhos, num dia de ventania. Eu pessoalmente, sempre que posso, as evito.

0
updown

onde passas? nas levadas da serra?

O nome que será apresentado como autor do comentário.
O conteúdo deste campo é privado e não será exibido publicamente.

10:01

"Podem contar comigo para a Mudança na Região"

Entrevista com Paulo Cafôfo, presidente da Câmara do Funchal
Ontem, 17:34

137 escolas da Madeira premiadas pelas boas práticas ambientais

Hoje e amanhã decorre no Funchal o VIII Encontro Regional Eco-Escolas

Espaço participação

Que soluções para melhorar a mobilidade nas regiões insulares?

Quais as estratégias e as opções políticas a seguir em termos de transportes marítimos e aéreos?