Fotógrafo reúne filmes que revelam a Madeira de outros tempos

28/01/2013 11:51
Lusa
12 comentários
Foto: Arquivo
Ferramentas
+A  A  -A
Interessante
Achou este artigo interessante?
 

Dos carros de bois aos primeiros veículos a motor, das actividades económicas às tradições, revela-se a Madeira de outros tempos nos filmes feitos por turistas de passagem pela região que o fotógrafo Hugo Reis colecciona.

"Tudo começou com a minha paixão pelas fotografias, principalmente as fotografias antigas, e uma coisa levou à outra", disse à agência Lusa Hugo Reis, de 42 anos, natural do Funchal, que a partir dos 30 começou a somar às imagens fixas as imagens em movimento, neste caso filmes feitos por turistas de viagem pela ilha.

A primeira película que adquiriu, a um vendedor de Londres, é dos anos 70 do século XX e destaca paisagens do Funchal e do Porto Moniz, explicou o fotógrafo, reconhecendo que, a partir desta compra, o interesse nas "curtas" aumentou, assim como a curiosidade sobre a Madeira de outros tempos.

Hugo Reis passou a calcorrear feiras de antiguidades, participou em leilões, conheceu coleções particulares e desbravou na Internet outros tantos filmes, tendo, neste momento, cerca de 70, com um total de 18 horas.

O mais antigo data de 1925. "É uma película de 15 minutos, em formato de 16 mm", adiantou, referindo que mostra o lado urbano, mas também rural da ilha, e foi ter às suas mãos depois de o comprar no "eBay" a um vendedor da Alemanha.

"É um tesouro que encontrei... A baía do Funchal, a sua avenida principal...", afirmou Hugo Reis, admitindo que este e tantos outros filmes são um "regresso ao passado" da Madeira.

Da colecção, o fotógrafo destacou, ainda, um outro filme, promocional, encomendado pela Direcção Regional de Turismo da Madeira.

"Servia para exibir pela Europa toda antes de o cinema de Hollywood começar", esclareceu, notando que, neste caso, a película é a cor e, se não o tivesse descoberto na posse de um inglês, tinha como destino o lixo.

Por entre os filmes que tem colecionado, há igualmente imagens de lagartixas, cuja quantidade no Funchal parece ter surpreendido turistas, e muitas, muitas flores.

A única linha ferroviária que existiu no arquipélago e a operação de corte de baleias no Caniçal, Machico, quando a caça aos cetáceos no mar da região estava no apogeu, estão, também, entre a História da região que pode ser revisitada na colecção de Hugo Reis.

Em 2004, o fotógrafo começou a digitalizar os filmes que foi reunindo e, depois de gravados em DVD, começaram a ser exibidos em escolas e outros locais da ilha, objectivo que mantém.

"Eu não queria estes filmes arquivados e mais ninguém saber deles. A minha intenção era mostrá-los a todos, a quem quisesse ver", continuou, defendendo: "Estes importantes registos da nossa História madeirense deveriam despertar mais interesse às autoridades responsáveis, de maneira que os adquirissem também, os preservassem e os exibissem".

Para já, o fotógrafo, que admitiu que a aquisição abrandou "um pouco", como a economia, deseja que surja apoio para ajudar a digitalizar o resto da colecção, com filmes até à década de 80 do século passado, caso contrário podem perder-se devido à deterioração das películas.

12

Comentários

Este espaço é destinado à construçăo de ideias e à expressăo de opiniăo.
Pretende-se um fórum constructivo e de reflexăo, năo um cenário de ataques aos pensamentos contrários.

8
updown

Parabéns ao autor desta coleção de vídeos e por manter este hobbie...

7
updown

Ler um diário em papel com mais de 100 anos... foi das últimas relíquias antigas que tive o prazer de ver, ler e tocar.
Já agora aproveito e deixo também esta sugestão de visita a um espaço recentemente denominado "Quinta Pedagógica Madeira Antiga"... é um espaço particular, mas que é ocasionalmente aberto Gratuitamente ao público.

Podem ver fotos e principalmente artigos e ferramentas de gerações mais antigas. Podem até ver um Diário com mais de 100 anos... A quinta tem também alguns animais rurais como: galinhas, patos, 1 ovelha, 1 cabrinha, um porco... além de estufas florais e artigos artesanais... Vale uma visita ;o)

Situa-se no Livramento-Funchal
Mais informações em https://www.facebook.com/QuintaPedagogicaMadeiraAntiga

9
updown

O senhor Hugo tem feito aquilo que as entidades oficiais deveriam ter feito: preservar a memória da Madeira. Tenho consultado quase que diariamente o já vasto espólio, desde os antigos estabelecimentos, costumes, transportes etc., e fico imensamente satisfeito que algum tenha tido a coragem para agarrar o projecto. Agora, falta o Elucidário Madeirense parado à décadas, não por falta de capacidade mas sim por falta de dinheiro para uma obra imprescindível para a História da Madeira. Se fosse para festas, com certeza não faltariam nem amigos da ocasião nem uns trocos para animar a festa!

4
updown

Vá ao youtube e escreva "Madeira - a garden in the sea 1931" ... é um video bastante interessante.

7
updown

ONDE PODEMOS CONSULTAR ESSAS IMAGENS ?

9
updown

No Facebook há uma pagina com o nome 'Madeira Quase Esquecida' (www.facebook.com/patrimoniomadeirense) com uma coleção grande destas imagens.

19
updown

Parabéns e agradecimentos a Hugo Reis. Gostaria de poder adquirir uma cópia desses filmes. Estão disponíveis? Obrigado, Lúcio

10
updown

O MEU SONHO !Quem ama a TERRA NATAL,está sempre presente no passado e no presente.Como gostaria de estar passeando pela Av.Beira Mar, Campo das Barcas,Mercado dos Lavradores, Bazar do Povo ,Levada Sta.Luzia e Monte, para não falar do Campo: LOMBO DE CIMA/FAIAL-SANTANA,Ribeiro Frio,Cruzinhas e outros tantos.

13
updown

Eu chamo a atenção que isto não é boa ideia (não sei se estão lembrados ) o Alberto João é contra porque ele não quer nada com a Madeira antiga

35
updown

E para quem quer lembrar os velhos tempos da Ilha da Madeira, no Facebook há uma página que se chama "Madeira Quase Esquecida"

O nome que será apresentado como autor do comentário.
O conteúdo deste campo é privado e não será exibido publicamente.

Outras relacionadas...

Ontem, 18:31

Transquadra largou de Barcelona rumo à Madeira

Com ventos fracos (menos de 10 nós) de quadrante sul, a frota dos 18 veleiros saiu na quarta-feira rumo à Região
21/07 18:11

Concerto no miradouro do Cabo Girão

Orquestra de Bandolins da Casa da Cultura de Câmara de Lobos deu espectáculo no domingo

Espaço participação

Que análise faz ao estado do sector da saúde na Região?

Faltam vacinas e medicamentos, há razia na ortopedia e noutros serviços, tudo gira em torno do hospital e de uma ampliação contestada. Que importa mudar no sistema? O que falha na organização?