Obras do Museu de Fotografia da Madeira prontas no Verão

15 Fev 2018 / 13:08 H.

As obras o Museu da Fotografia da Madeira - Atelier Vicentes deverão estar concluídas em Junho e terão um custo total de cerca de um milhão de euros. A instalação do museu deverá demorara cerca de seis meses, pelo que a abertura deverá acontecer no final deste ano. O presidente do Governo Regional, acompanhado pelos secretários regionais de Equipamentos e Infra-estruturas, Amílcar Gonçalves e do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, visitaram as obras.

No museu, além da colecção Vicentes, estarão as grandes colecções de fotografia da Madeira, que em conjunto constituem a maior colecção de Portugal. Haverá espaços de exposição temporária e permanente, uma zona de cafetaria e uma loja.

“Será um espaço importante ao nível da actividade turística, reabilitação do nosso património e de projecção da nossa cultura”, destacou Miguel Albuquerque.

Francisco Clode, responsável pelos museus, explica aue a designação Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicentes, pretende alargar o âmbito do museu ao atelier da mais antiga casa de fotografia do país.

“Temos a reconstituição e reaproveitamento e restauro de todas as funcionalidades de um atelier do século XIX e a isso se juntará a história do Atelier Vicentes, mas será muito mais, porque temos a colecção Perestrellos, da Foto Sol, da Foto Figueiras, de Joaquim Augusto de Sousa, Anderson e muitas outras casas de fotografia”, sublinha.

O museu terá “uma área de exposição permanente e uma área de exposição temporária onde se poderão fazer rodar exposições que podem vir até ao século XXI, ou outro tipo de suportes de imagem”.

Neste momento, o Arquivo Regional já tem disponíveis, na sua plataforma digital, cerca de 3.500 negativos de um total de perto de um milhão e meio que constituem o património fotográfico do século XIX.

Outras Notícias