‘Música Conversada’ reflecte ‘Contributo para um arquivo sonoro de artistas e orquestras madeirenses’

10 Jan 2017 / 18:15 H.

‘Contributo para um arquivo sonoro de artistas e orquestras madeirenses’ é o tema que motivou o arranque de mais uma sessão do ‘Música Conversada’, que acontece pelas 15h30 de quarta-feira. Para tal, já foram colocadas uma série de questões que serão analisadas no encontro, nomeadamente: “Em termos de música, o que conhecem os madeirenses e os portugueses sobre os artistas, músicos e orquestras da Madeira do século XX? Por que razão na Rádio madeirense, pública ou privada, não passa música de artistas madeirenses, nem existe nenhum critério para que tal aconteça, cumprindo-se apenas a lei da passagem de música portuguesa, a maior parte dela etiquetada pelas grandes multinacionais e fazendo parte de um ‘play list’? Qual é a responsabilidade da Região Autónoma, das rádios, dos directores de serviço e dos radialistas? Se escutamos música de todos os períodos e décadas, de todos os géneros e estilos, de diferentes países, porque não ouvimos música gravada pelos nossos artistas, cantores e músicos, com gravações editadas desde 1926?”.

O projecto ‘Música Conversada’ afirma que conhece pessoalmente coleccionadores e melómanos amadores, com interessantes acervos musicais, potenciais dadores ou parceiros do projecto. “No nosso entender, é necessário empreender a recuperação imediata destes conteúdos e devolvê-los no espaço da rádio (e até da televisão, quando suportados por uma investigação biográfica e fotográfica), ao grande público”.

Tendo isso em conta, já estão definidos alguns dos objectivos que o ‘Música Conversada’ pretende concretizar: organizar um arquivo sonoro e acervo discográfico madeirense do século XX, compilar em CD duplo de diversos artistas, músicos e orquestras madeirenses para o ‘Funchal 600 anos’, organizar um catálogo da música e dos músicos madeirenses, compor um cartaz cultural e educativo com as principais personalidades da música madeirense do século XX, criar um banco musical (som, imagem, biografia, recortes de imprensa) dos artistas e orquestras da Madeira, de todas as culturas, géneros e estilos, disponibilizar a música gravada de compositores, artistas, grupos e orquestras da Madeira às Rádios, com vista à sua divulgação ao grande público.

Na sessão de terça-feira, haverá um momento musical a partir de gravações de Tony Amaral e Alberto Amaral, Alex Kassab, João Victor Costa, Road String Band e Vânia Fernandes.

Tópicos

Outras Notícias