Francisco Franco assinala 60 anos dos Tratados de Roma

Exposição “Vamos pintar os valores europeus” é organizado pelo Clube Europeu da escola secundária, que lançou o desafio ao Grupo de Artes Visuais

20 Mar 2017 / 10:27 H.

60 Anos após a assinatura do Tratado de Roma, a atual União Europeia enfrenta um novo conjunto de desafios que, apesar de índole diferente, nos reporta aos princípios dos “Pais Fundadores”. Onde e como estão a paz, a liberdade, a igualdade, a democracia, o Estado de direito, a coesão social, a solidariedade e o respeito pelos Direitos Humanos?

Foi com este propósito de análise que o Clube Europeu da ESFF lançou ao Grupo de Artes Visuais a proposta “Vamos Pintar os Valores Europeus”. Ideia desde logo abraçada pelo Grupo e, particularmente acarinhada pelo Professor Nélio Cabral e pela turma 13, de 11.º ano, cujos trabalhos de pintura a aguarela deram origem à exposição que será inaugurada, pelas 10 horas de amanhã, 21 de março.

Como forma de sublinhar o desejo Europeu de reconciliação histórica, este processo contínuo de promover a cooperação mútua dos Europeus, aceitaram integrar este projeto interdisciplinar professores e alunos de diversas áreas: Francês, Alemão, Português e Núcleo de Música, demonstrando que a Europa é um processo permanente e contínuo de educação.

Os diversos grupos disciplinares e núcleos participam no ato inaugural com a seguinte sequência:

- Homenageando a língua utilizada em três dos países fundadores, a aluna do 11.º ano Andreia Alexandra Correia Freitas, sob orientação da professora Ermelinda Duarte, irá declamar o Poema “Le Crapaud”, de Joachim du Bellay, inserido na obra “Les Regrets”.

- Os Alunos da Turma 20 de 12.º ano, supervisionados pela professora Humberta Correia, declamam o poema “Das Göttliche “ de Wolfgang von Goethe.

- A professora Regina de Castro e Abreu intervém neste projeto declamando o poema de Natália Correia “Ode à Paz”.

- O Núcleo de Música associa-se com a canção “Insieme:1992”, da autoria de Toto Cutugno, vencedora do Festival Eurovisão da Canção, em 1990, e que preconiza a Unidade Europeia.

A reinterpretação da canção “Insieme:1992” (Unite, Unite, Europe), dirigida e acompanhada ao piano pelo professor Jorge Borges, conta com a colaboração dos professores: Ana Lomelino, Ermelinda Duarte, Humberta Correia, Leonardo Santos, Marta Sousa, Ricardo Félix, Rosário Antunes, Rosinda Rodrigues, Susana Silva e Teresa Monteiro e, dos alunos Constança França, Maira Gonzalez, Marco Marujo e Pedro Valente.

Um conjunto de prestigiados jurados pontuará os trabalhos de pintura a aguarela, sendo atribuídos prémios – a distribuir, pelas 11 horas, da próxima sexta-feira, dia 24 de março - aos três primeiros classificados.

Os Tratados de Roma, que instituíram a “Comunidade Económica Europeia “ e a “Comunidade Europeia da Energia Atómica” - Euratom – foram assinados a 25 de março de 1957, faz no próximo sábado 60 anos.

O Tratado CEE, assinado nessa data pela Bélgica, Alemanha, França, Itália, Luxemburgo e Holanda, constitui o tratado Fundador daquilo que, hoje, conhecemos como a “União Europeia”.

Em 1957, lançaram-se as bases para o Mercado Comum, a União Aduaneira e a livre circulação de pessoas, bens, capitais e serviços- as chamadas quatro liberdades.

Mas, o texto do Tratado consagra nos seus 240 artigos, muito mais do que o Mercado Comum. Assenta a missão da Comunidade, na aproximação progressiva das Políticas dos Estados, para permitir o desenvolvimento harmonioso e o estreitamento das relações entre os Povos.

Os Valores Europeus são sublinhados na letra do Tratado e, dão corpo ao espírito da célebre frase de Jean Monnet “Não Coligamos Estados, Unimos Povos”.

Outras Notícias